Pular para o conteúdo principal

BANHO DE ALFAVACA E ERVA CIDREIRA: O BANHO DE UM GUERREIRO

INTRODUÇÃO

Independente de trabalhar a nossa mediunidade, estamos a merces de batalhas em nossas vidas. Estas batalhas (físicas, mentais ou espirituais) ferem nossa armadura (saúde, perispírito, ectoplasma, áurea, chacras, etc) nos deixando vulneráveis a novas batalhas. 

Este banho foi intuído pelo Exu Tranca Rua das Almas ao médium Eduardo de Oxossi, dirigente e sacerdote do T.U. Pena Verde, Pena Azul e Caboclo Flecheiro de Aruanda (SP) como um banho de renovação. 

Uma batalha só acaba quando atingimos o alvo (Quando conseguimos um emprego melhor, vencemos uma doença, uma causa difícil na justiça e assim por diante). Buscar estes alvos é esgotante e cansativo. Este banho traz revitalização para sua armadura física e espiritual para que você continue focado nas suas lutas e objetivos.     

ALFAVACA



A Alfavaca é um tipo de manjericão classificada no estudo de ervas de Adriano Camargo como "erva morna ou equilibradora". Além de reconstruir o corpo mediúnico dos desgastes do dia-a-dia e das batalhas espirituais, a Alfavaca propicia contato com as forças de Ogum e Nanã trazendo motivação e ânimo. A Alfavaca é indicada ainda para pessoas que acabaram de se recuperar de uma doença física ou espiritual. Ela é um ótimo agente reconstrutor. 

ERVA CIDREIRA, CAPIM SANTO OU CAPIM CIDREIRA



Já a erva cidreira ou Capim Cidreira é uma outra opção de erva "morna equilibradora" é um relaxante e calmante natural para evitar e tratar estresses ou agitações oriundas da nossa rotina ou de demanda. Ela traz paz de espírito, aceitação para situações difíceis ou que estejam esperando uma resposta. Uma ótima opção para desenvolvimento mediúnico. Para crianças ela serve como auto-estima e combate os medos. Propicia contato com a vibração de Ogum e Oxossi.

ALFAVACA E ERVA CIDREIRA: O BANHO DE UM GUERREIRO

A combinação de um banho com estas ervas tem por objetivo "dar fôlego" ao médium ou consulente que está em batalhas (seja no seu emprego, na sua casa, com desavenças, com desafetos, etc). Enquanto a alfavaca reconstrói a matéria e o perispírito atingido renovando a armadura (Ogum) e a resistência (Nanã), a Erva Cidreira acalma os anseios para que possamos pensar com clareza e não temer a nossa missão e adversários (Oxossi), bem como tomar fôlego para caminhos que demandem tempo e determinação (Ogum).

Sabemos que as ervas denominadas como "quentes" são as indicadas para descarrego. Esta combinação de ervas "Mornas" não descarregam o sujeito, mas o preparam para continuar no objetivo regenerando seus danos, dando-lhe paz e proteção.

Na dúvida de como proceder com banhos, sempre procure o pai de santo de sua confiança. Cada casa tem a sua doutrina, fundamento e mistério.

Comentários

  1. Boa tarde

    Como fazer e como tomar o banho de alfavaca e erva cidreira? E qual o melhor dia e horário?
    Agradeço as informações.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Gosto muito de manjericão e faco banho também...... Amo seus ensinamentos......

      Excluir
  2. Acredito que um litro de água fervente com as ervas. O capim cidreira necessita de fervura para soltar suas propriedades. Deixe amornar e se lave da cabeca aos pés

    ResponderExcluir
  3. Olá, eu posso comprar a alfavaca e a erva cidreira fresca e masserara-las para me banhar ou tem que fazer o banho em água quente mesmo?

    ResponderExcluir
  4. Como sempre você é muito abençoado por nos dar essa Luiz ajudando as pessoas humildes minha bênção meus agradecimento axé!

    ResponderExcluir
  5. Qual melhor dia e horário para tomar esse banho ???
    Obrigado

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Banho nao tem isso de dia e hora,eu tomo a noite quando vou deitar,porque nao vou transitar por aí,vou relaxar e dormir.

      Excluir
  6. passaram esse banho da alfavaca pra meus filhos
    pois falaram que o olhado estava muito forte
    mandaram da tres banhos seguindo
    mais nao explicaram como usar
    tenho que fazer o tipo chá
    deixar esfriar e depois dá o banho?
    e pode e tem dias especificos e hora?

    ResponderExcluir
  7. outra pergunta só encontrei a alfavaca
    seca
    pode ser?

    ResponderExcluir
  8. E dos pés a cabeça que tomar este banho sim ou não

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O BANHO DE ALFAVACA SIM! é tomado da cabeça ao pés.

      Excluir
  9. Boa tarde, pode dar em bebê também para quebrante

    ResponderExcluir
  10. Eu tomou sempre gostou muito mim sinto super bem

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

TRABALHOS COM CABEÇA DE CERA NA UMBANDA

INTRODUÇÃO A Cabeça é o lugar mais sagrado para o Umbandista. É ali que vive o seu Ori, sua coroa, sua mente, seu cérebro, o início dos seus chacras, etc. Trabalhos com cabeça de cera devem ser feitos por pessoas experientes e fundamentadas. Na dúvida sobre o que ou como fazer, sempre consulte o pai de santo de sua confiança.  CABEÇA DE CERA PARA OXUM: PEDIDOS E PROMESSAS Oxum (Nossa senhora de aparecida) é muito conhecida por receber cabeças de cera em seus trabalhos, seja ele para amor (embora a Umbanda em si seja contra trabalhos de amarrações) ou para outros pedidos.  Em São Paulo está localizado o Santuário de Aparecida do Norte. Lá é recebido diariamente muitas peças de cera em pedido ou agradecimento de graças alcançadas por seus fiéis.  Podemos fazer cabeça de cera para cura, para melhorar os pensamentos, clarear as ideias, etc.  CABEÇA DE CERA COM YEMANJÁ: CALMA, LIMPEZA E DISCERNIMENTO.  Yemanjá é a mãe de todos. Este trabalho é indicado para ac

VELAS E SUAS DEFORMAÇÕES: "MINHA VELA BORRADA, O QUE ISSO QUER DIZER?"

INTRODUÇÃO A Umbanda é uma religião que trabalha com energia, portanto, ela pode se movimentar de ponta a ponta, de forma neutra ou intencionada. Sendo intencionada, podemos identificá-la como positiva ou negativa, recebida ou negada, desviada, redirecionada, etc. Se formos olhar a definição de dicionário, "energia" nada mais é do que a capacidade de um corpo, objeto ou molécula realizar seu trabalho. Se formos pensar em "energia de vela", seria a capacidade que a vela tem de executar o seu trabalho (quebra demanda, proteção, maldade, reversão, desvio, anulação, potencialização, cobrança, correção, direcionamento, etc).  Muitas pessoas que acendem velas se perguntam: "Olha como minha vela ficou", o que isso quer dizer? Para responder essa pergunta primeiro é necessário levantar quais variáveis borram uma vela. Sua vela pode borrar por estar exposta ao vento (ventilador, janela aberta, porta aberta, alguém que passou correndo, etc), pode

POR QUE OS ORIXÁS COBREM O ROSTO NO CANDOMBLÉ?

Foto de Oxum Recebi esta pergunta de um internauta neste mês de junho e embora o nosso blog seja voltado ao estudo da doutrina espírita, é sempre muito válido estudarmos as outras religiões espíritas. Conhecimento nunca é demais! Para responder a esta pergunta vamos ter que recorrer a um pouco de "História". Há muito tempo atrás, em especial na África, os primeiros reis e rainhas eram tidos como sagrados, como se fossem seres escolhidos pelos deuses para reinar na terra e, portanto, muito elevados em relação ao seu clero, sua população, povo, etc. Elevados ao ponto destes não serem dignos de verem os seus rostos.  Nas roupas de santo do Candomblé, muitas nações em cobrem os rostos dos filhos com Adês (Coroas) análogas a da realeza. Muitas delas acompanham uma espécie de cortinas em forma de franja de miçangas (Imbé), como respeito ao Orixá e de certa forma dizendo que não somos dignos de ver o seu rosto quando incorporado em terra. A derivação de outros materia