Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Abril, 2022

O PODER DAS CRUZES NA UMBANDA – POR EDUARDO DE OXOSSI

A “Cruz” é uma palavra derivada do latim “cruce” e representa em sua essência básica uma figura geométrica, ou seja, duas retas que se cruzam formado ângulo de 90° ao meio. As linhas normalmente se apresentam na horizontal e na vertical, traduzem o encontro de 2 retas, o encontro de 2 mundos, o encontro de 2 caminhos, o encontro de 2 passagens. Todavia, com o passar do tempo, muitas derivações de cruzes foram surgindo, inclusive bem diferentes do seu padrão tradicional, como é o caso da Cruz Ansata (ou Ankh):   A cruz é um dos símbolos humanos mais antigos e é usado até hoje por diversas religiões, principalmente as religiões cristãs. Não vamos percorrer o significado das cruzes nas outras religiões (até porque se faz necessário que cada especialista aborde o tema que entende). Neste texto vamos tentar relacionar algumas cruzes na sociedade com a energia de Umbanda, uma vez que o nosso blog é sobre conteúdo Umbandista. Cruz de hospital Associamos a energia de cruzes presente em hospita

GRÁVIDA PODE INCORPORAR E IR AO TERREIRO?

    Texto de Pai Eduardo de Oxossi   A minha opinião é que sim!  A grávida pode ir no terreiro e incorporar, todavia, agora nesta condição, deve fazê-lo com mais cuidado do que antes. Que tipo de cuidados? É sobre isso que vamos falar neste texto.   Cuidados com movimentos bruscos   Seja na sua incorporação ou só pela sua mera presença no mesmo ambiente em que está acontecendo a gira, as grávidas devem tomar cuidado com os seus movimentos físicos e o dos outros que estão à sua volta, ou seja, cuidados com agachamento e encurvamento (dependendo da incorporação), cuidado com o ato de ficar em pé por muito tempo, cuidado com alguém esbarrar bruscamente em sua barriga e assim por diante.   Você já levou um tapa, uma braçada, uma mãozada de um irmão que estava incorporando ou desincorporando? Pois é, as grávidas devem tomar cuidado não apenas no terreiro mas na vida de um modo geral em relação à estes acidentes, afinal de contas, ninguém quer que elas levem uma mãozada na