Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Março, 2017

COMO ENTENDER MINHA COROA?

INTRODUÇÃO Este texto descreve o raciocínio para compreensão da coroa e seus Orixás de cabeça na T.U. Pena Verde, Pena Azul e Caboclo Flecheiro de Aruanda. Há várias formas de se saber um orixá de frente: Guia chefe da casa, guia da pessoa, búzios, calculo de Odú, numerologia, método de Umbanda astrológica, etc. Cada casa tem a sua doutrina e entendê-la fará toda diferença em como você vai se relacionar com estes Orixás.  O calculo não é feito com sites aleatórios, mas com método claro e coerente com a casa que você se relaciona. O importante é não ser feito "a olho", no "Olhometro" como ocorre em muitas casas que o consulente pisa uma vez e os médiuns incorporados saem dando nomes de Orixás que se contradizem colocando muita confusão na cabeça do iniciado.  MÉTODO 1) Pesquisa qualitativa e quantitativa de arquétipos em bibliografia disponível (Sites, blogs, livros, cursos EAD, etc) e sua co-relação com Orixás.  2) Organização dos arquétipos

MANDALA DO TRONO FEMININO DO AMOR - POR EDUARDO DE OXOSSI

A Umbanda Sagrada atua com sete linhas da natureza, cada uma com 2 Orixás, o que nos dá um total de 14 possibilidades de vibrações. Esta magia de mandala é feita no trono feminino do Amor (Oxum) para equilibrar nossas emoções. Com uma pemba branca faça uma cruz no chão e sobre eles 4 corações deixando a forma geométrica como se fosse um trevo de 4 folhas. Fique de frente para o desenho. No centro coloque uma vela rosa (representando suas emoções). No norte do seu eixo coloque uma vela branca (representando a paz nas emoções), no eixo sul coloque uma vela amarela (representando o valor das suas emoções), no leste coloque uma vela azul clara (representando a profundidade das suas emoções) e no lado oeste coloque uma vela lilás (representando o lado racional das suas emoções).  Estenda suas mãos e evoque sobre essa mandala o poder dos tronos divinos de Deus, o poder do trono feminino do Amor, o poder de Oxum para que venha equilibrar as suas emoções dando-lhe inteligência emoc

PADE DE TRANCA RUA DAS ALMAS PARA DESCARREGAR AMBIENTES

Esse padê foi indicado para limpeza do terreiro pelo Sr Tranca Rua das Almas e pode facilmente ser usado para descarregar outros ambientes (pessoais, profissionais, comerciais, espirituais). Em um alguidá coloque no fundo terra (Representando caminhos, para que toda energia negativa volte para ela, ou nas palavras de Exu: "o que vem sem ser pedido, volta sem ser mandado"), sobreponha sal grosso (para dissolver as energias negativas presentes ou energias positivamente disfarçadas), no centro coloque pipoca (para transformar energias negativas em positivas) e cubra com palha (para que Ogum no mistério do mariô, Exu tranca ruas no mistério da terra e dos caminhos e Obaluaê no mistério da palha e pipoca atuem quebrando toda carga espiritual ou feitiçaria / magia negra).  Passe-o pelos 4 cantos do local cantando louvação a Exu. Arrei-o no chão que precisa ser limpo em uma segunda-feira. Depois de 21 dias, os dejetos podem ser jogados no lixo, pois já cumpriram o seu pa

CORES DOS ORIXÁS NA UMBANDA SAGRADA

Cores de guias dos Orixás na Umbanda Por RUBENS SARACENI Texto extraído do Livro ” Formulário de Consagrações Umbandistas”, Editora Madras. Cores de guias e colares é um assunto recorrente. Consagrar uma guia, como são chamados os colares dentro da Umbanda, é um procedimento correto, pois somente estando consagrado poderá ser usado como protetor ou instrumento mágico nas mãos dos Guias Espirituais. O procedimento regular tem sido o de lavá-los (purificação), de iluminá-los com velas (energização) e de entregá-los nas mãos dos Guias Espirituais para que sejam cruzados (consagração). Eventualmente são deixados nos altares por determinado número de dias para receber uma imantação divina que aumenta o poder energético deles. Os Guias Espirituais sabem como consagrá-los espiritualmente, imantando-os de tal forma que, após cruzá-los, estão prontos para ser usados pelos médiuns como filtros protetores ou pelos seus Guias como instrumentos mágicos, ainda que só uma min

CAMA DE EUCALIPTO NA VIBRAÇÃO DE LOGUNAN PARA FECHAR PORTAIS DE MAGIA NEGRA

Esta magia foi indicada pelo Erveiro Adriano Camargo no curso de ervas (Módulo I) realizado em SP (Março-2017). Bruxos quimbandeiros e adeptos de magia negra de alto grau podem abrir portais energéticos maliciosos para prejudicar pessoas. Essa magia simples pode ser realizada sem restrição para fechar possíveis portais de magia negra em nossas residências.  Quem rege o tempo na Umbanda Sagrada é Logunan Oyá (Santa Clara) além de atuar cristalizando excessos e desvios éticos no campo da fé. Essa magia será realizada em sua vibração. Coloque embaixo da sua cama (embaixo do colchão) vários galhos de folhas de Eucalipto e ative suas propriedades magísticas (caso não saiba fazer, procure o pai de santo de sua confiança).  Deixe lá por 40 dias despachando-as em campo aberto. Repita a dose ao menos 2x no ano para que as forças negativas que assolam sua casa sejam impedidas de atravessar portais que possam prejudicá-lo. 

CAMA DE OMOLU E CUIDADOS PALIATIVOS NO DESENCARNE

INTRODUÇÃO Na Umbanda, o Orixá Omolu (São Roque) é quem cuida da morte. Ele faz regência do trono da geração junto a Yemanjá. Ela dá a vida e ele a morte. Para entender melhor o ciclo da vida para Umbanda, acesse nosso texto " OXALÁ, NANÃ, YEMANJÁ, OXUM E OMOLU: DA VIDA À MORTE " Clique aqui   O QUE É CUIDADO PALIATIVO? Para medicina, quando existe uma doença sem possibilidades de cura, aquela que os médicos já "desenganaram" a família, que a única certeza é a morte, que o sujeito já está na UTI, em coma, com órgãos falecidos esperando a morte chegar, diz-se "cuidados paliativos" os cuidados que objetivam fazer com que a morte seja o mais indolor possível. Cuidado paliativo é todo esforço da equipe médica para aliviar a dor e o sofrimento de quem está fazendo a passagem ou aguardando a morte chegar. CAMA DE OMOLU PARA O DESENCARNE Quando a pessoa já foi liberada para morrer em casa, está em cuidados paliativos da família ou médic

EV (EFICIÊNCIA VEGETAL) DAS ERVAS

INTRODUÇÃO Eduardo de Oxossi (dirigente e sacerdote de Umbanda Sagrada do T.U.Pena Verde, Pena Azul e Caboclo Flecheiro de Aruanda) sempre estudou e incentivou seus filhos a conhecer o mundo das ervas, tendo ele mesmo escrito mais de 13 textos que circulam a internet auxiliando médiuns veteranos e em desenvolvimento: 1) O poder das ervas  Clique aqui! 2) Orixás e suas ervas  Clique aqui! 3) Ervas quentes, mornas e frias  Clique aqui! 4) Ervas para Amacis nos 14 Orixás de Umbanda Sagrada  Clique aqui! 5) Banhos de ervas para combater vícios  Clique aqui! 6) Tipos de banho na Umbanda  Clique Aqui! 7) Propriedades fitoterápica das ervas  Clique Aqui! 8) Tratamento de doenças através de ervas na Umbanda  Clique aqui! 9) Banho de revitalização  Clique aqui! 10) Banhos de desenvolvimento mediúnico  Clique aqui! 11) Banho para abertura de caminhos  Clique aqui! 12) O poder do banho de alecrim  Clique aqui! 13) Banho de casca de alho com alecrim  Clique aqui!

EGUNITÁ, POVO CIGANO E MAGIAS DA LUA NA UMBANDA

Entre todas as linhas (Marinheiros, Caboclos, Êres, Pretos Velhos, etc), o povo Cigano é a linha que mais vemos trabalhar com magia da lua. Antes de entrarmos na esfera da magia, vamos entender que fases são estas! A lua é uma espécie de satélite natural da Terra e não possui luz própria. O que achamos que é brilho da Lua, na verdade é efeito do raio do sol. Desta maneira, ela muda de fase conforme o efeito do raio solar em sua cavidade em relação a terra. A mudança destas fase se dá pelo movimento circular dos astros em torno do sol.  Dizemos que a Lua está cheia quando os raios do sol ilumina-a por inteira. Ela fica branca e limpa: A Lua minguante é marcada quando a Lua começa a perder o brilho: A Lua nova se dá quando a face da lua está voltada para terra. Parece a lua cheia, porém sem brilho.  A Lua Crescente por fim é a fase em que a Lua começa a receber novamente o brilho: Então temos as 4 fases em seus ciclos: MAGIA L

TRATAMENTO DE DIABETES NA UMBANDA

O QUE É DIABETES? É uma doença caracterizada principalmente pela elevação da glicose no sangue ou também conhecido como “hiperglicemia”.Diversas causas podem estar vinculadas a doença, entre elas: defeitos na ação de insulina (produzido no pâncreas), defeitos nas “células beta”, causas emocionais e para os Umbandistas, causas ligadas ao plano sobrenatural. Nenhum tratamento espiritual substitui o tratamento médico. A Umbanda pode ajudar a fortalecer o tratamento através da fé e de seus recursos, mas primeiramente, se faz necessário entender alguns aspectos da doença para que o médium ou o consulente não acredite que tudo é carga ou demanda.  A principal função da insulina é promover o abastecimento de glicose  nas células do organismo de forma que ele possa aproveitar essa energia para execução de atividades celulares e físicas. A falta de insulina resulta em acúmulo de glicose no sangue. Esse acumulo é classificado em 2 tipos: Diabetes tipo I e tipo II. DIABETES

NOME DE CIGANOS NA UMBANDA

Para algumas casas a força cigana é tida como a linha do oriente, para outras, em especial para Umbanda sagrada, a linha de ciganos é uma coisa e a linha do oriente outra. Tem casas de Umbanda que nem se quer trabalham com esta linha. Até seus pontos cantados são escassos, tendo algumas casas que colocarem rádio, música desta cultura para poder seguir com uma gira ou festa.  O povo cigano é um povo de mudança, uma linha de trabalho ligada a Santa Sara de Kali (Egunitá). Cuidam da mudança, da alegria, do amor, da prosperidade, de trabalho/emprego, etc. Guardiões de grandes mistérios da adivinhação (leitura de carta, runas, borras de café, pataca, etc) estão sempre disponíveis para dar um bom conselho.  São entendidos de magias da lua, das pedras, de incensos, de elementos naturais como velas, essências, frutas, vinhos, champanhes, patuás, elementos da sorte (Ferradura, chaves, figas, etc). Abaixo listaremos alguns nomes de Ciganos e Ciganas vistos pela Umbanda: CIGANOS

CABEÇA DE CERA NA VIBRAÇÃO DE YEMANJÁ E OXALÁ PARA SAÚDE MENTAL

Esta magia foi realizada pelo guia Caboclo Flecheiro de Aruanda no T.U. Caboclo Pena Verde, Pena Azul e Flecheiro de Aruanda (SP) em um trabalho particular com apoio dos guias da corrente da casa para uma família cuja queixa era de problemas psicológicos e psiquiátricos de um jovem. É importante ressaltar que nenhuma religião anula os cuidados médicos!  O objetivo deste trabalho foi solicitar a Yemanjá e Oxalá a atuar positivamente neste ori trazendo limpeza, purificação, paz interior, clareza, etc. Foram utilizados: uma cabeça de cera, 7 velas azul - claro, 7 copos de água, 1 vela branca, 1 quartinha, 1 prato branco, 7 sabonetes, algodão branco, pemba azul claro, fita azul claro e branca, 1 fio de conta de cristal transparente e alfazema.   Cada casa trabalha com a sua doutrina e cada guia com seu mistério. Na dúvida sobre como proceder em trabalhos espirituais, sempre procure o pai de santo / terreiro de sua confiança. Faça seu pedido com fé em Deus e mentalize a cura ou

PRECISA DE JUSTIÇA? MAGIA NA VIBRAÇÃO DE XANGO TE AJUDAR!

O QUE? Magia através de velas buscando a vibração e irradiação de Xango (Orixá da Justiça) para lhe auxiliar. COMO? Em local calmo, faça um círculo com velas marrons. Muitas casas usam o número 12 para Xango, alguns guias trabalham com 7 (para sete linhas), no exemplo acima, o médium optou por trabalhar com sete. Você vai usar a intuição do seu guia (caso seja médium de incorporação), a regra da sua casa (caso seja de algum terreiro) ou pode usa 7 se for só um curioso com fé em busca de justiça. Faça isso em uma quarta-feira, ascenda as velas e entre no circulo com pé direito. De olhos fechados faça sua prece a Deus, ao trono da justiça e à Xango pedindo proteção contra o que possa lhe atrapalhar na vida e que sua energia venha sobre você para lhe auxiliar no pedido. Quando terminar, Saia do círculo com pé direito e deixe as velas fazerem seu trabalho. No final do trabalho, os restos podem ser descartados no lixo. Trata-se de uma magia de energização, concentração e

NOMES DE MARINHEIROS E MARINHEIRAS NA UMBANDA

A Umbanda é uma religião 100% brasileira que se utiliza de conceitos de outras religiões como as religiões indígenas, o espiritismo, o catolicismo, etc. Como tal, apresenta uma ampla linha de trabalho pautada em diferentes culturas. Uma delas é a linha de marinheiros regida diretamente por Yemanjá e indiretamente por outros Orixás (Dependendo de onde aquele marinheiro é). Algumas casas de Umbanda tratam a linha de Marinheiro como vibração direcionada a Linha D'Agua: Oxum (Marinheiros de águas doces), Yemanjá (Marinheiro dos mares), Nanã (Marinheiro de águas turvas), Yansã (Marinheiro de águas agitadas e tempestades). Mas nada impede de termos um marinheiro ligado aos outros orixás: Pescadores (Oxossi/Yemanjá/Oxum), soldados da marinha (Ogum), profissionais e mercadores do porto (Oxossi), etc. Já o Candomblé segue nações (Ketu, Gêge, Nago) e como tal, sua doutrina antecede a Umbanda (religião criada posteriormente) e nem todas elas reconhecem a linha de marinheiros, a

YABÁS: MULHERES DA UMBANDA E DO CANDOMBLÉ

Yabá é o termo usado para se referir às Orixás femininas da Umbanda. Na teologia de Umbanda Sagrada temos 7 Orixás femininos: Oxum, Yemanjá, Obá, Logunan, Yansã, Egunitá e Nanã. Oxum é a dona das águas doces, da cachoeira, do ventre materno, da sensualidade, sexualidade, auto-estima, do ouro, da feminilidade, do amor, etc. Orixá feiticeira, guardiã das bruxas Yamins que enganou Exu sendo ela a única mulher com direito ao jogo de búzios. Já Yemanjá, considerada a mãe de todos, senhora dos mares, dona das cabeças, guardiã dos pescadores, das sereias, da vida marinha, da família, etc. Obá é a senhora da terra, a mais resistente dos Orixás, em algumas lendas, a única que derrotou Ogum em batalha. Yansã, a rainha dos ventos, das tempestades, do fogo, do trovão, dos cemitérios, dos eguns, dos búfalos. Logunan, a mãe do tempo, da religiosidade e da fé.   Egunitá é a rainha do fogo, da justiça, do povo cigano. Nanã é a mais velha dos Orixás, mãe da experiênci

BANHOS DE ERVAS NA UMBANDA PARA COMBATER VÍCIOS

O vício é uma praga que corrompe a humanidade tanto do lado físico quanto do espiritual. Entendemos como vício todo comportamento frequente do qual não podemos evitar (ele pode envolver entorpecente ou não).  Vício é o que fazemos ou usamos de forma dependente e no seu excesso podemos prejudicar a nós ou as pessoas a nossa volta. No lado físico, os médicos e psicólogos investem em técnicas de modificação do comportamento e medicamentos. Já do lado espiritual recorremos a orações, velas, preces, magias e banhos. Em ambos os lados trata-se de um problema de difícil tratativa e depende diretamente da pessoa interessada no tratamento.  Abaixo uma lista de ervas que ajudam a combater vícios. Elas podem ser usadas isoladas ou combinadas conforme a doutrina da casa que você frequenta ou ao mistério do guia que você confia. Casca de alho: A casca de alho é um forte dissipador de energias, entre elas, podemos usá-la para dissipar as energias negativas do vício.  Espada d