Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Abril, 2018

MAGIA DE EXU DO OURO PARA COMBATER DÍVIDAS

Por Adriana Ribeiro (Médium do T.U.S Caboclo Pena Verde e Flecheiro de Aruanda). INTRODUÇÃO Exu do Ouro representa uma linha de trabalho não apenas para movimentar energias da prosperidade, mas para nos afastar de energias negativas ligadas a ela: compulsividade, avareza, luxuria, inveja, dívidas, etc). Neste post ensinaremos uma magia focada em afastar as dívidas e dificuldades comportamentais ou espirituais que uma pessoa possa ter neste campo. INGREDIENTES E PREPARO Em uma segunda-feira coloque em um alguidá pequeno 7 folhas de louro, pó de ouro (representando a força deste exu), pó de ferro (representando pai Ogum nos caminhos), uma vela dourada de sete dias, o nome da pessoa que precisa de ajuda sete vezes. Consagre pedindo a Exu do Ouro que ajude “XXX” a ter uma consciência próspera e controle dos seus gastos, peça a Exu do Ouro que afaste as dívidas e gastos supérfluos.   Ao final de sete dias, o conteúdo pode ser jogado no lixo pois já terá cumprido seu

PONTO RISCADO DE EXU DO OURO PARA PROTEÇÃO DE BENS E CONQUISTAS MATERIAIS

O ponto riscado é muito importante para religião de Umbanda, representa a magia, a abertura e fechamento de portais, o encaminhamento, a manipulação de energia, etc. Abaixo temos um exemplo de ponto de Exu do Ouro que foi intuído ao médium Eduardo de Oxossi para proteção dos bens e conquistas adquiridas. Sabemos que a inveja e o olho gordo impera a terra e o ser humano, podendo seu impacto negativo ser tão destrutivo quanto uma magia negra, por tanto, este ponto vem com a finalidade de você pedir a Exu do ouro que proteja aquele emprego novo, aquele aumento salarial, aquela troca de carro ou casa, aquela conquista material que você ganhou por merecimento.   Em uma pedra de ardósia risque com pemba amarela o ponto acima, coloque uma vela dourada, pinga com mel, uma folha de louro e peça a Exu do Ouro que proteja seus bens, seu dinheiro, sua vida material, sua vida profissional, etc. Peça que corte e encaminhe a seu lugar de merecimento todo e qualquer sentimento negativo qu

UM CRAVO E UMA ROSA PARA EXU: GRATIDÃO!

Eu trabalho com Tranca Rua e Maria Padilha das almas. Muita gente pede coisa a Exu e quando consegue esquece de agradecer. Na foto abaixo eu fui agradecer uma benção alcançada entregando uma rosa (Padilha) e um Cravo vermelho (Tranca Ruas), entreguei no cruzeiro do cemitério da Freguesia do Ó (SP).  Você pode agradecer os guias de diversas maneiras: fazendo uma entrega, rezando, acendendo uma vela, levando um presente para o guia que lhe atendeu, etc. Não é pelo ato ou pela moeda de troca, mas é pelo cultivo do sentimento de gratidão que temos que ter com todos os seres (vivos ou não) que nos auxiliam. Em terreiro de Umbanda muitos vão para pedir, mas poucos para agradecer. Gratidão é uma peça na bagagem de quem viaja para evolução! Pense nisso!  

TRANCA RUA DAS ALMAS

O Sino da Igrejinha faz belém, blém, blóm.... deu meia noite e o Galo já cantou,  seu Tranca Ruas é o dono da Gira,  oh corre gira que OGUM mandou!

CABALA PARA EXU DO OURO: CORTAR GASTOS SUPÉRFLUOS

Exu do Ouro é uma falange de trabalho focada em assuntos da prosperidade, neste campo, destaco o comportamento de "gastar mais do que ganhar". Esta Cabala objetiva pedir ao Exu do Ouro que nos ajude a controlar nossa impulsividade financeira, nossa compulsão por gastos supérfluos ou desnecessários.  Em uma segunda-feira risque com pemba amarela ou dourada essa cabala na seguinte ordem (tridente Exu, Nipe de Ouro e Coração). No centro coloque uma vela preta para que ele sugue estes comportamentos. Nas pontas coloque 1 moeda de 1,00 (trabalharemos as moedas por duas razões: o que estamos pedindo a Exu é relacionado a dinheiro e este é o elemento desta falange). Ao lado da vela pinga ouro ou pinga com mel. Estenda suas mãos e peça ao Exu do Ouro que lhe ajude a evoluir nas questões financeiras cortando, melhorando os seus próprios comportamentos.  Quando falamos de prosperidade não adianta só ganhar um valor confortável, é preciso também aprender a administrá-lo.