Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de 2018

TIPOS DE MEDIUNIDADE - POR EDUARDO DE OXOSSI

O QUE É MEDIUNIDADE - POR EDUARDO DE OXOSSI Mediunidade é dom, uma "faculdade extraordinária", uma habilidade que não escolhe cor, raça, credo ou pessoa. Ela não é exclusiva de uma ou outra religião, a mediunidade bem como as suas infinitas formas de manifestação estão presentes em nosso mundo desde os tempos mais antigos até os dias atuais.  Embora não reconhecida nos modelos científicos acadêmicos tradicionais, ela aparece fortemente nas culturas greco-romanas e judaico-cristãs da sociedade ocidental, bem como dos orientais hinduísmo e budismo tibetano. Na Umbanda e suas ramificações (Umbanda Sagrada, Umbanda Omoloko, Umbanda Esotérica, Umbandaime, Umbandomblé, Umbanda Branca, outras) a mediunidade principal é a incorporação, todavia, há médiuns com outros tipos de dons mediúnicos quem tem empregado suas habilidades em prol da caridade.  DONS MEDIÚNICOS E TIPOS DE MEDIUNIDADE Eu entendo mediunidade como a capacidade de intermediar necessidades, a

DICA DE BANHO PARA QUEBRAR DEMANDAS - POR EDUARDO DE OXOSSI

Quebra Demanda: Erva poderosa de Ogum que age como uma espada quebrando a demanda que pessoas desafortunadas nos mandam. Seja demanda por um pensamento negativo inadequado ou pela demanda de magias negras ou magias invertidas. Ela obedece a lei e a ordem, portanto, coloca no banho a força de um guerreiro que não pode ser comprado (nosso justo pai Jorge Guerreiro). Adriano erveiro indica em seus cursos para quebrar o olho gordo, a inveja e a energia negativa enviada pelo pensamento alheio mau intencionado. Arruda: Arruda é uma erva que precisa de desafios para existir. Dizem os erveiros que para ela dar certo, precisa ser xingada. No banho ela adora dissolver a carga daqueles que mandam demanda, pois seus desafios a serem vencidos são a favor do equilíbrio e da justiça. A boa e velha arruda já era usada pelos nossos anciões Pretos Velhos. Ela aceita o desafio da carga e a encaminha para o seu lugar de merecimento. Vence Tudo: Como o próprio no

PORQUE USAMOS ALGODÃO NA ENTREGA DE OXALÁ? - POR EDUARDO DE OXOSSI

Por Eduardo de Oxossi Sacerdote e dirigente do T.U.S. Caboclo Pena Verde e Flecheiro de Aruanda O algodão simboliza o branco, a pureza e o inicio da criação. O algodão foi um dos primeiros instrumentos usado pela humanidade como roupa, usado para cobrir um corpo despido (além das peles de animais), posteriormente com a evolução da moda, passou a ser usado para nos diferenciarmos, para mantermos nossa subjetividade, nosso eu, nossa personalidade e nosso jeito.   Inclusive para algumas nações de Candomblé o algodão pertence a uma qualidade de Oxalá antiga chamada “Babá Rowu”, o senhor algodoeiro que garante e cria vestimentas para os homens e para os Orixás. Babá Rowu é ligado diretamente a Obatalá. Para este Orixá o algodão também significa as nuvens, a transformação lenta, a calma, a paz. O Algodão é usado também como uma espécie de roupa para obrigações (uma canjica por exemplo) para que não fique "desprotegido" e mantenha sua pureza. A folha de al

CASAIS APAIXONADOS

FUMAÇA DO GUIA NA UMBANDA

Por Eduardo de Oxossi  Sacerdote do T.U.S. Caboclo Pena Verde e Flecheiro de Aruanda "A Fumaça emanada pelos guias de Umbanda seja através do charuto, cigarro, defumação ou outra ferramenta é a manipulação energética do ar onde ele anula cargas negativas, benze, emana energias positivas, emprega sua magia, lança seu mistério, cria campos magnéticos de proteção, etc. Tem guias de Umbanda que não fumam, tem outros que só puxam a fumaça e outros que chegam a tragá-la. Não há uma regra, jeito certo ou errado. O que há é o jeito e o mistério de cada guia trabalhar e a doutrina de cada terreiro, o que não podemos negar é que muitas vidas são curadas na fumaça de Exu, Preto Velho e qualquer outro guia de Umbanda. Sua fumaça é para caridade e para promoção da saúde espiritual." - Pai Eduardo de Oxossi

FOTOS DA FESTA DE ESQUERDA (2018) DO T.U.S. CABOCLO PENA VERDE E FLECHEIRO DE ARUANDA (SP)