Pular para o conteúdo principal

EXU, QUEM DEMANDOU PARA MIM?

DEMANDA!



Quem trabalha com incorporação de consulta e passe dentro de terreiro e é médium consciente, certamente deve se lembrar de alguma situação assim. O Consulente entra na gira de Exu, diz estar carregado e pergunta "Exu, mandaram macumba para mim"? "Exu, fizeram trabalho para mim"? "Exu quem foi"?

Muitas vezes a pessoa quer esta resposta para poder se vingar, para poder soltar sua língua, tomar satisfação, etc. Nossa religião acredita nos princípios da lei maior, acredita na justiça de Xango e neste cenário "o que vem sem ser pedido, volta para sua fonte geradora sem ser mandado". 

QUANDO A DEMANDA VEM DE MIM MESMO!



Certo dia, um consulente insistiu tanto ao Sr. Tranca Rua das Almas que falasse quem demandava para ela. Na frente do nosso Congá tem um espelho, pois bem, o Exu pediu a ela que olhasse no espelho e lá veria a pessoa que demandou. Ela olhou a primeira vez e nada, olhou a segunda e nada. Foi então que o Exu pediu "olhe com atenção" e a pessoa disse "não vejo nada a não ser eu mesma".

Exu disse "Isso mesmo! Você precisava de ajuda de uma pessoa e ela te ajudou, ao invés de agradecer, você não só a desrespeitou, como a traiu. Tornou-se ingrata, passou a difamar a sua imagem, destilou o seu veneno, vive de terreiro em terreiro esperando que alguém lhe fale que estão mandando carga, quando na verdade a carga está sendo mandada por você mesma. Xango tem uma machada filha porque ele olha sempre os dois lados de uma moeda e o que você está passando, mandado ou devolvido se está acontecendo é porque há a permissão, permissão inclusive do seu Exu para que esteja passando necessidades neste momento na tentativa de aprender algo com isso, na tentativa de aprender a ser grata por um prato de comida e não querer ser quem você não é, não querer fazer merda e usar o nome do guia."

Inicialmente a consulente ficou defensiva, mas as lágrimas em seus olhos mostravam o quanto as palavras de Exu entraram em seu interior. Exu pediu a ela que parasse de procurar fora quando na verdade a solução estava em seu íntimo:

- Se você procurar meus inimigos, vou procurar os seus.
- Se você for ingrata, eu serei!
- Se você apontar o dedo para o outro eu apontarei para você.
- Se você procurar ajuda, eu procurarei.
- Se você não esquecer seus problemas, eles não esquecerão você!
- Se entrar em uma batalha espiritual, certifique-se que você vai aguentar! Mas a pior batalha vai travar com você mesma! 

O melhor jeito de evitar a auto - demanda é buscar reflexão e evolução, em especial da sua mente! Se você provocar um vespeiro, aguente as picadas sem querer colocar a culpa nas demandas. Quem fala o que quer, ouve o que não quer. Quem manda a macumba que quer, aguenta a que não quer. Mas saiba que para colocar a mão em uma única pemba ou pimenta o primeiro a se sujar é você mesmo. Veja se vale apena o preço.  

QUANDO A DEMANDA VEM DO OUTRO

Certo dia estávamos firmando Exu no T.U.S. Caboclo Pena verde e Caboclo Flecheiro de Aruanda (SP) e os Exus trouxeram a mensagem de que determinadas pessoas teriam ido ao cemitério "fazer arte" contra a casa. Há um ponto de Exu que se canta:

"Mandaram macumba na Encruzilhada para me derrubar, mas não adianta, não adianta eu também sou de lá!". O mesmo serve para a demanda da calunga, do cruzeiro, da praia, da cachoeira, do lodo, de Embaré, da figueira, etc. Quem demandar para você se esquece que você também tem Exu (sendo de incorporação ou não), você tem os seus guardiões. 

Quando uma demanda vem do outro, você deve ficar sossegado, pois só vai chegar a você o que você merece! Portanto, o melhor remédio para evitar demandas é pensar se você está em dia com suas atitudes e comportamentos. Não adianta acender velinha para Xango se você é uma pessoa promíscua, fofoqueira, invejosa, oportunista, falsa, imatura, boca-suja, só fala palavrões, pragueja, é preguiçosa, é ingrata, etc. 

A religião traz evolução. O guia bebe o que a matéria tem a oferecer, se não temos nada a oferecer, o guia trabalha somente com um imenso vazio dentro do médium. O melhor jeito de se blindar da demanda do outro é se encher de luz, amor e caridade. Assim o recalque chega, bate e volta. 

QUANDO A DEMANDA VEM DOS MEUS GUIAS



"No terreiro de preto velho, tem rosa e tem espinho, quem não andar direito leva surra no caminho"! A melhor surra é dada pelos próprios guias. Imagina seu Exu dizer que você não vai fazer tal coisa e você vai lá e faz! Imagina seu Caboclo pedir um banho e você não faz! Os guias não estão lá a toa! Quando o seu guia lhe pede algo, é porque ele está vendo muito além de você e o mínimo que você pode fazer é obedece-lo.

O guia não vai deixar uma matéria envergonhar seu nome! Imagina o guia em terra dar conselho para o consulente não ser fofoqueiro e a filha é. Imagina o guia dar conselho para o consulente sair da zona de conforto e procurar um emprego, mas a médium fica em casa esperando o dinheiro dos outros bater na porta. Imagina o médium dizer que não tem dinheiro para ajudar na mensalidade da casa, mas o guia está vendo ele lá na baladinha. Imagina um médium usar o charuto dos irmãos, usar todas as velas da casa, mas nunca se quer lembrar de retribuir. Imagina uma consulente conseguir um carro ou uma cura, enfim algo que ela queira muito e tenha conseguido no seu terreiro, na sua corrente e depois sair falando que ali ninguém presta....como diz a Maria Padilha "Ninguém é bom na boca de quem não presta". Exu dá, Exu tira. 

Imagina uma médium casada querendo ir no terreiro com a cara lavada cometendo adultério. Imagina um filho de santo desrespeitando um pai de santo ou as doutrinas da casa que ele tanto respeita. Imagina um pai de santo não zelando pelos seus filhos. Este tipo de comportamento geram surras e demandas das próprias entidades.  O melhor jeito de evitá-las é dar ouvidos aos seus guias e observar seus comportamentos.  

EXU, QUEM DEMANDOU PARA MIM?

Só existe 3 energias que podem estar chegando até você: a sua (que você joga para o mundo e ele devolve), a do outro (que você escolhe se aceita ou não) e a minha (seu protetor, que quando fazê-la, é para seu próprio bem)! . 

Tranca Rua das Almas. 

Comentários

  1. Amei.
    Sabia reflexão para aqueles que vivem na ignorância e ingratidão.
    Parabéns pelo perfeito trabalho.

    ResponderExcluir
  2. Ótimo aprendizado!
    Laroye Senhor Tranca Rua das Almas!

    ResponderExcluir
  3. Nossa, me serviu muito. Salve guardião Tranca Rua das Almas, que eu tanto amo.

    ResponderExcluir
  4. Adorei o texto ... 👋👋👋👋

    ResponderExcluir
  5. como saber se alguém fez alguma coisa pra nos prejudicar?

    ResponderExcluir
  6. Por isso que uma maravilha conversar com os guias ekes têm tanta coisa oea nis ensinar! Grata por todo o conteúdo desta conversa.

    ResponderExcluir
  7. A cada dia que passa tenho mais respeito por esta casa! Parabéns pelo texto, parabéns pelas atitudes! Ali vejo o amor e a caridade, e sempre Deus em tudo que nos oferecem!

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

TRABALHOS COM CABEÇA DE CERA NA UMBANDA

INTRODUÇÃO A Cabeça é o lugar mais sagrado para o Umbandista. É ali que vive o seu Ori, sua coroa, sua mente, seu cérebro, o início dos seus chacras, etc. Trabalhos com cabeça de cera devem ser feitos por pessoas experientes e fundamentadas. Na dúvida sobre o que ou como fazer, sempre consulte o pai de santo de sua confiança.  CABEÇA DE CERA PARA OXUM: PEDIDOS E PROMESSAS Oxum (Nossa senhora de aparecida) é muito conhecida por receber cabeças de cera em seus trabalhos, seja ele para amor (embora a Umbanda em si seja contra trabalhos de amarrações) ou para outros pedidos.  Em São Paulo está localizado o Santuário de Aparecida do Norte. Lá é recebido diariamente muitas peças de cera em pedido ou agradecimento de graças alcançadas por seus fiéis.  Podemos fazer cabeça de cera para cura, para melhorar os pensamentos, clarear as ideias, etc.  CABEÇA DE CERA COM YEMANJÁ: CALMA, LIMPEZA E DISCERNIMENTO.  Yemanjá é a mãe de todos. Este trabalho é indicado para ac

VELAS E SUAS DEFORMAÇÕES: "MINHA VELA BORRADA, O QUE ISSO QUER DIZER?"

INTRODUÇÃO A Umbanda é uma religião que trabalha com energia, portanto, ela pode se movimentar de ponta a ponta, de forma neutra ou intencionada. Sendo intencionada, podemos identificá-la como positiva ou negativa, recebida ou negada, desviada, redirecionada, etc. Se formos olhar a definição de dicionário, "energia" nada mais é do que a capacidade de um corpo, objeto ou molécula realizar seu trabalho. Se formos pensar em "energia de vela", seria a capacidade que a vela tem de executar o seu trabalho (quebra demanda, proteção, maldade, reversão, desvio, anulação, potencialização, cobrança, correção, direcionamento, etc).  Muitas pessoas que acendem velas se perguntam: "Olha como minha vela ficou", o que isso quer dizer? Para responder essa pergunta primeiro é necessário levantar quais variáveis borram uma vela. Sua vela pode borrar por estar exposta ao vento (ventilador, janela aberta, porta aberta, alguém que passou correndo, etc), pode

POR QUE OS ORIXÁS COBREM O ROSTO NO CANDOMBLÉ?

Foto de Oxum Recebi esta pergunta de um internauta neste mês de junho e embora o nosso blog seja voltado ao estudo da doutrina espírita, é sempre muito válido estudarmos as outras religiões espíritas. Conhecimento nunca é demais! Para responder a esta pergunta vamos ter que recorrer a um pouco de "História". Há muito tempo atrás, em especial na África, os primeiros reis e rainhas eram tidos como sagrados, como se fossem seres escolhidos pelos deuses para reinar na terra e, portanto, muito elevados em relação ao seu clero, sua população, povo, etc. Elevados ao ponto destes não serem dignos de verem os seus rostos.  Nas roupas de santo do Candomblé, muitas nações em cobrem os rostos dos filhos com Adês (Coroas) análogas a da realeza. Muitas delas acompanham uma espécie de cortinas em forma de franja de miçangas (Imbé), como respeito ao Orixá e de certa forma dizendo que não somos dignos de ver o seu rosto quando incorporado em terra. A derivação de outros materia