Pular para o conteúdo principal

O PECADO, OS MANDAMENTOS E A UMBANDA

O QUE É PECADO?



Pecado é a violação de uma regra ou preceito religioso. Esta regra pode sofrer alterações de nação para nação, país para país, como por exemplo, na Índia o homem pode casar com várias mulheres (que não é pecado) já no Brasil isso pode ser tido como adultério. Em tribos canibais, matar um ser humano para comer era permitido (não era pecado) já em civilizações este ato poderia ser tido como pecado. Na época da bruxas, praticar bruxaria era pecado, hoje não mais e assim por diante.

O Pecado remete ao que é moral e cívico para uma determinada população. Imagine que cada uma delas louve Xango em terra, não há certo ou errado, mas há o que é praticado naquela região, tribo, etc. Diferente de muitos evangélicos que querem impor a sua verdade sobre as demais religiões a Umbanda aceita a diferença e respeita a religião alheia. 

A Umbanda é uma religião 100% brasileira que considera aspectos teológicos do Candomblé, do Catolicistmo, do Espiritismo, religiões indígenas e assim por diante.  

QUAIS SÃO OS SETE PECADOS CAPITAIS?

Gula

A gula é compulsão ou desejo insaciável por comida e bebida. A gula também está relacionada com o egoísmo, ou seja, querer adquirir sempre mais e mais, não se contentando em estar saciado.

Avareza

A avareza é uma espécie de ganância, de apego excessivo e descontrolado sobre bens materiais e ao dinheiro. O avarento idolatra e venera os bens materiais ao invés do convívio com Deus. O pecado da avareza conduz à idolatria, o que significa tratar como se fosse Deus algo que não o é santo.

Luxúria

A luxúria é o desejo passional e egoísta por todo o prazer corporal e material. É quando o pecador aprecia a vida boa e seus prazeres (Carnais, materiais, espirituais, etc), remete a um desejo perante o prazer sexual mal administrado. Para psicologia estaria relacionado o que Freud determinou como princípio do prazer.

Ira

A Ira ou cólera representam sentimentos de raiva e ódio por alguma coisa ou alguém. É o forte desejo de causar mal a alguém como represália, vingança ou prazer de destruição.

Inveja

A inveja (do latim invidia) é o desejo exagerado por posses, status, habilidades e tudo que outra pessoa tem e consegue, mas você não, ou seja, ao invés de você sentir prazer pela promoção ou conquista de alguém você fica angustiado, triste e desdenhando.

Preguiça

A pessoa com este pecado capital é caracterizada pela Igreja Católica como alguém que vive em estado de falta de capricho, de esmero, de empenho, em negligência, desleixo, morosidade, lentidão e moleza, de causa orgânica ou psíquica, que a leva a uma inatividade acentuada.

Soberba


A soberba (do latim superbia) é conhecida também como vaidade ou orgulho. Está associada a orgulho excessivo, arrogância e vaidade.

QUAIS SÃO OS DEZ MANDAMENTOS?

1°) AMAR A DEUS SOBRE TODAS AS COISAS
2°) NÃO TOMAR SEU SANTO NOME EM VÃO
3°) GUARDAR DOMINGOS E FESTAS DE GUARDA
4°) HONRAR PAI E MÃE
5°) NÃO MATAR
6°) NÃO PECAR CONTRA A CASTIDADE
7°) NÃO ROUBAR
8°) NÃO LEVANTAR FALSO TESTEMUNHO
9°) NÃO DESEJAR A MULHER DO PRÓXIMO
l0°) NÃO COBIÇAR AS COISAS ALHEIAS

Os pecados capitais foram escritos na bíblia e também são considerados coisas que Deus abomina. 

PECADO E A UMBANDA

A Umbanda acredita em evolução, em Deus, nos Orixás, nas forças da natureza, etc. Muitas vezes, os guias não vão falar palavras bonitas como em uma pregação de pastor em púlpito, mas na humildade de um Preto Velho vão ensinar seus consulentes da mesma forma a manter-se no caminho do bem, do amor e da caridade.

O terreiro de Umbanda não faz julgamento de valores. Ele acredita que isso é reservado apenas a deus e a Xango que rege a Justiça divina. Na Umbanda nos preocupamos muito mais com nossos atos do que com os das pessoas.

MANDAMENTOS DA UMBANDA

Na internet você vai achar diversos textos sobre:

- 10 mandamentos de Umbanda
- 7 Mandamentos de Umbanda
- 21 Mandamentos de Umbanda
- Etc.

Cada casa tem a sua doutrina e cada guia o seu mistério. Diferente da Bíblia que é um instrumento único de consulta para doutrina de Deus a Umbanda não tem uma "bíblia", mas tem muito fundamento e é preciso estudar.  Independente de qual seja o mandamento, temos que entender que a Umbanda também é uma religião cristã que aceita a cristo, por tanto, ela prega o amor, a caridade, a fé, etc.

HINO DA UMBANDA

Muitas casas levam e cantam o hino da Umbanda como lembrete do que ela prega:

Refletiu a luz divina
Em todo seu esplendor
Vem do reino de Oxalá
Onde há paz e amor

Luz que refletiu na terra
Luz que refletiu no mar
Luz que veio de Aruanda, para todos iluminar

A Umbanda é paz e amor,
É um mundo cheio de luz
É a força que nos da vida
E a grandeza nos conduz

Avante filhos de fé
Com a nossa lei não há
Levando
Ao mundo inteiro
A Bandeira de Oxalá

OS MANDAMENTOS DE UM MÉDIUM UMBANDISTA

Por Rubens Saraceni
Publicação no Jornal de Umbanda Sagrada | Ed. 155 | Abril/2013

01 – Amar a Olorum, aos Orixás e à Umbanda acima de todas as coisas e das outras religiões.

02 – Vestir a roupa branca e incorporar seus guias só no seu centro.

03 – Não ficar visitando outros centros em vão, ou seja, só por curiosidade.

04 – Se visitar um centro, entrar em silencio, assistir aos trabalhos, tomar o passe e sair em silêncio.   

05 – Não comentar ou criticar as práticas alheias, sejam elas do seu agrado ou não, concorde com elas ou não, porque elas não são as suas e, sim, deles.

06 – Não fazer comentários desairosos sobre os cultos e trabalhos realizados em outros centros de Umbanda.

07 – Não copiar fundamentos alheios e manter-se fiel aos da Umbanda.

08 – Não profanar o que é sagrado e não sacralizar o que é profano.

09 – Cuidar da sua mediunidade e deixar a dos seus irmãos de fé, que os Pais ou Mães Espirituais e os guias deles cuidarão.

10 – Não emitir opiniões sobre o assunto religioso que não conhece em profundidade ou sobre o qual sequer conhece.

11 – Não imitar e não invejar os trabalhos e as forças espirituais dos seus irmãos de fé.

12 – Se, por alguma razão, não se sentir satisfeito no centro que está frequentando, peça licença para se afastar dos trabalhos, mas guarde só para você as razões do seu afastamento.

13 – Se saiu do centro que frequentava, não fique criticando-o ou ao seu dirigente porque, por certo tempo, tanto o centro quanto o seu dirigente lhe foram úteis e o ampararam.

14 – Não faça comentários sobre os trabalhos realizados no seu centro para pessoas que não o conhecem ou não participam do dia a dia dele e do que nele é realizado.

15 – Não fique procurando ou pondo defeitos em seus irmãos de fé, e sim, procure-os em si e tente livrar-se deles antes que descubram que não és o "ser perfeito" que aparentas ser.

16 – Lembre-se disso: Todos possuem defeitos e imperfeições, mas cada um só deve cuidar dos seus.

17 – Trabalhe a favor e em benefício do crescimento do seu centro e dos seus irmãos de corrente, que toda a corrente trabalhará em seu benefício e das suas forças espirituais.

18 – Cada centro tem os seus fundamentos e os do seu não são melhores ou mais poderosos que os dos outros. Apenas são diferentes!

19 – Faça a caridade, seja ela espiritual ou material, sem esperar nenhum tipo de recompensa, pois fazê-la esperando algo em troca não é caridade e, sim, troca de benefícios.

20 – Se, o ato de auxiliar alguém caritativamente com o seu dom mediúnico e com a força dos seus Guias e dos seus Orixás não lhe for gratificante ou recompensador, pare enquanto é tempo, porque, de insatisfeitos e de exploradores do próximo, o inferno está cheio!

21 – Não fazer "Feitura de Santo" no Candomblé e continuar a falar em nome da Umbanda e se apresentar como umbandista.

22 – (Que outros irmãos de fé acrescentem aqui outras regras que acharem necessárias ao aperfeiçoamento doutrinário dos médiuns umbandistas)...

SUGESTÕES DE CONTINUIDADE POR ALEXANDRE CUMINO

23 – Colabore materialmente com seu centro (terreiro/tenda/núcleo), não é responsabilidade do sacerdote custear todas as despesas de um trabalho que é coletivo. Procure saber como colaborar nas despesas, seja para dividi-las ou para pagar uma mensalidade/doação estipulada pelo dirigente. A manutenção material é tão importante quanto a espiritual, é sagrada e deve ser uma prioridade.

24 – Ao chegar no centro, desligue seu celular, procure deixar seus problemas de fora, evite conversas sobre o trânsito, política, futebol, dificuldades domésticas ou profissionais. Procure não se entregar a distrações, você está em ambiente sagrado, esteja consciente de si e do sagrado, sinta e perceba quais são seus sentimentos, pensamentos, palavras e ações neste templo da religião.

25 – Não chegue atrasado aos trabalhos, procure chegar mais cedo, informe-se o quanto antes deve chegar. Ao chegar no centro seja útil, procure saber se precisam de você para a limpeza ou manutenção e organização do espaço e do trabalho que vai se realizar. Caso não tenha mais nada para fazer, procure silenciar, meditar ou rezar, preparando-se para os trabalhos que, provavelmente, já começaram no astral. Espere o trabalho/gira/sessão se encerrar completamente antes de se retirar do templo, procure saber se ainda precisam de ajuda antes de ir embora.

26 – Fale baixo (outros podem estar rezando) e movimente-se com calma e cuidado. Seja sempre cordial, tranquilo, respeitador, atencioso e bem disposto durante os trabalhos de Umbanda. Não grite, não corra, não se manifeste com agitação ou nervosismo, independente do que esteja acontecendo. Lembre-se, o estado emocional e a atitude dos médiuns influencia diretamente o comportamento da consulência.

27 – Não use o centro/terreiro para paquerar, flertar ou causar frissons. Os trabalhos de Umbanda não podem ter como objetivo encontros afetivos. O foco das reuniões de Umbanda deve ser sempre religioso, espiritual e de autoconhecimento. Evite chamar a atenção por meio da vaidade ou do ego. Caso comece a se relacionar afetivamente com outro médium, avise seu sacerdote, pois ele é responsável pelo que acontece dentro deste ambiente.

28 – Cuide de sua higiene, procure estar sempre com sua roupa branca, de terreiro, limpa. Esteja sempre atento ao odor dos pés (caso tenha que tirar os calçados), verifique o há- lito e use desodorante sem perfume. Pois nada é mais desagradável que tomar consulta com uma entidade e ter que sentir: "chulé", mau hálito, CC vencido e outros odores desagradáveis.

29 – Cuide de sua alimentação. Nos dias de trabalho, evite comer carnes ou alimentos de difícil digestão, abstenha-se de bebidas alcoólicas e relação sexual.

30 – Mantenha sempre acesa sua vela para o Anjo da Guarda e, quando necessário, firme sua direita e sua esquerda, tome seus banhos de ervas e faça defumação. Aprenda como se limpar e descarregar de energias negativas, não deixe tudo por conta de seus guias ou de seu sacerdote. Não seja mais um dependente e não faça do trabalho espiritual uma muleta, aprenda e conheça os fundamentos de sua religião.

31 – Trate com respeito e humildade todos os guias que trabalham no centro e não apenas os guias do seu sacerdote.

32 – Não ocupe o tempo de seu sacerdote com assuntos' desnecessários, frivolidades ou banalidades. Provavelmente, outros irmão também querem a atenção do dirigente espiritual.

33 – Procure entender que todo centro/terreiro tem regras, escritas ou não, que devem ser seguidas à risca, tanto por médiuns, quanto por seus guias. Procure conhecer estas regras.

34 – Lembre-se, podemos comparar o centro a uma família em que, aos poucos, vamos conhecendo as dificuldades de cada um e aprendendo a conviver com elas. Também podemos comparar a uma orquestra, em que o sacerdote é o maestro e que cada médium deve seguir sua partitura, fazer seu papel, com consciência de que cada um é uma parte do todo e, se cada um fizer sua parte, o todo estará, sempre, em harmonia.

Publicação no Jornal de Umbanda Sagrada | Ed. 155 | Abril/2013

Acesse o site www.colegiopenabranca.com.br e confira todas as edições do Jornal de Umbanda Sagrada.

CONCLUSÃO

Seja Católico, Evangélico, Umbandista ou de outra religião, devemos tentar seguir aquilo que praticamos e acreditamos, devemos estender o que se prega nos templos ao dia-a-dia, às nossas vidas e aos nossos semelhantes.

Verifique se a doutrina e modo deste templo ou casa estão de acordo com o que você acredita, com os seus valores e com o que você quer para sua vida. A Umbanda é uma "coisa mágica" que só quem vive sabe explicar.






Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

TRABALHOS COM CABEÇA DE CERA NA UMBANDA

INTRODUÇÃO A Cabeça é o lugar mais sagrado para o Umbandista. É ali que vive o seu Ori, sua coroa, sua mente, seu cérebro, o início dos seus chacras, etc. Trabalhos com cabeça de cera devem ser feitos por pessoas experientes e fundamentadas. Na dúvida sobre o que ou como fazer, sempre consulte o pai de santo de sua confiança.  CABEÇA DE CERA PARA OXUM: PEDIDOS E PROMESSAS Oxum (Nossa senhora de aparecida) é muito conhecida por receber cabeças de cera em seus trabalhos, seja ele para amor (embora a Umbanda em si seja contra trabalhos de amarrações) ou para outros pedidos.  Em São Paulo está localizado o Santuário de Aparecida do Norte. Lá é recebido diariamente muitas peças de cera em pedido ou agradecimento de graças alcançadas por seus fiéis.  Podemos fazer cabeça de cera para cura, para melhorar os pensamentos, clarear as ideias, etc.  CABEÇA DE CERA COM YEMANJÁ: CALMA, LIMPEZA E DISCERNIMENTO.  Yemanjá é a mãe de todos. Este trabalho é indicado para ac

VELAS E SUAS DEFORMAÇÕES: "MINHA VELA BORRADA, O QUE ISSO QUER DIZER?"

INTRODUÇÃO A Umbanda é uma religião que trabalha com energia, portanto, ela pode se movimentar de ponta a ponta, de forma neutra ou intencionada. Sendo intencionada, podemos identificá-la como positiva ou negativa, recebida ou negada, desviada, redirecionada, etc. Se formos olhar a definição de dicionário, "energia" nada mais é do que a capacidade de um corpo, objeto ou molécula realizar seu trabalho. Se formos pensar em "energia de vela", seria a capacidade que a vela tem de executar o seu trabalho (quebra demanda, proteção, maldade, reversão, desvio, anulação, potencialização, cobrança, correção, direcionamento, etc).  Muitas pessoas que acendem velas se perguntam: "Olha como minha vela ficou", o que isso quer dizer? Para responder essa pergunta primeiro é necessário levantar quais variáveis borram uma vela. Sua vela pode borrar por estar exposta ao vento (ventilador, janela aberta, porta aberta, alguém que passou correndo, etc), pode

MAGIAS COM MAÇÃ NA UMBANDA

A maçã é uma fruta afrodisíaca com diversos benefícios para o organismo humano. Ela combate o envelhecimento, ajuda no controle do hálito, controle de diabetes (por ser rica em pectina), controle do colesterol, etc. No geral, frutas com a polpa branca, como maçã e pera, podem reduzir o risco de uma pessoa sofrer um acidente vascular cerebral (AVC). Esta é a conclusão de um estudo feito pela Universidade de Wageningen, na Holanda, em que foram acompanhadas 20.069 pessoas, entre as idades de 20 e 65 anos.  A pesquisa levou dez anos para ser desenvolvida. Após este período, os pesquisadores viram que as pessoas que mais comiam alimentos de polpa branca de frutas e legumes tinham 52% menos chances de ter um AVC. Apesar de deixarem claro que é preciso ter mais estudos para confirmar as descobertas, os estudiosos afirmam que o consumo de uma maçã por dia, reduz o risco em cerca de 40% (Fonte: Ciclovivo.com.br). A Maçã ainda é indicada para combater problemas respiratórios