Pular para o conteúdo principal

O QUE O MÉDIUM VETERANO OU EM DESENVOLVIMENTO PRECISA SABER SOBRE A LIMPEZA DO TERREIRO?


O terreiro é um lugar sagrado que é utilizado para giras e trabalho com os guias espirituais (tanto de esquerda quanto de direita). É um local de respeito, de paz, de tranquilidade, de preces, de bênçãos, um local onde se depositam pedidos, demandas, vidas e como tal, merece todo cuidado físico e espiritual para que continue sempre como uma casa de muita luz.

Para limpeza espiritual, as dicas e mirongas (ou mistérios) não caberiam em um único texto, pois a Umbanda, o Candomblé, a Quimbanda, o Catimbó, o Kardecismo e as demais religiões espíritas demandam muito estudo. Trata-se de uma religião onde não há receita de bolo. A mironga que foi passada para um determinado caso não pode ser tomada como “coringa” para todos os casos semelhantes.

Então, decidimos escrever sobre a limpeza “física” deste local sagrado que ainda é um tabu para muitos filhos sejam eles veteranos ou iniciantes na religião. A primeira coisa a discutir é que o terreiro é dividido em pontos de força e como tal, merece cuidados personalizados. O primeiro a passar as regras das especificidades de uma casa é o seu dirigente: pai/mãe de santo, pai/mãe pequena, pai/mãe Ogã, etc. As dicas abaixo são dicas generalistas que podem e devem ser adaptadas a cada doutrina e a cada casa. Antes de se colocar a limpeza de cada ala, não esqueça de pedir Agô (“Licença”) e de manter seu pensamento ali. Manusear coisas sagradas também exige que seus pensamentos estejam limpos.

CONGÁ

O Congá é o local onde ficam as imagens. Interprete-o como se fosse um “altar”. Ele é o ponto de força onde se concentram os Orixás, inclusive grande parte da gira é feito com os médiuns ajoelhados e/ou virados para ele. Ele pode ou não conter os itens abaixo. Na dúvida, converse com o seu dirigente espiritual:

Foto do Congá - Tenda de Umbanda Caboclo Ubirajara  (SP) e sua Babá mãe Rosa

1)      Vasos com plantas: Opte por plantas novas e frescas. Caso sejam cuidadas com água, troque a água frequentemente, uma para evitar epidemias e mosquitos da dengue e outra pela higiene, afinal depois de alguns dias a água do vaso fica suja e com odor desagradável.  Caso as plantas sejam cuidadas com areia, você pode trocá-las com um tempo maior, mas não deixe de fazê-lo para dar renovo de energia. Parece que não, mas terra também é abrigo de bactérias e fungos quando utilizadas como vasos caseiros.

2)      Quartinhas: Caso haja quartinhas (vasos pequenos com tampa em formato de jarras de barro, de louça ou semelhante) podem ser objetos de força de anjo de guarda, de trabalho que a casa está realizando ou de Orixás. A eles é indicado que o próprio dirigente faça a limpeza e administração do conteúdo para que não entre em contato com outros tipos de energia.

3)       Restos de velas, palitos de fósforos e semelhantes: Restos de trabalhos que são deixados no altar devem ser recolhidos e devidamente despachados. Quando o guia precisa que este material seja despachado de uma forma específica (por exemplo “em água corrente”, em uma encruzilhada, etc) ele vai dizer. Caso não tenha dito, pode seguir o procedimento padrão de jogar os restos no lixo (sempre lembrando de pedir “Ago”!).

4)      Imagens: Há terreiros que passam apenas o espanador. O correto mesmo na minha opinião é banhar as imagens em ervas para descarregar as energias negativas que são trazidas bem como fortalecer aquele objeto de fé de energias positivas. Há casas em que o dirigente estabelece em um mês, 4 semanas de limpeza, sendo 3 leves (com espanador) e 1 focada na regeneração de energias (banho em ervas). Há terreiros que fazem isso uma vez por ano, outras apenas na véspera de festas, etc. Neste caso, o manuseio de imagens deve ser definido com o dirigente da casa, inclusive para saber que tipo de erva, qual a periodicidade.

5)       Copos de água de Oxalá: Em alguns terreiros, ao lado direito e esquerdo de Oxalá ficam localizados 2 copos de água. O da esquerda serve para realização de despachos, transporte de quiumbas e zombeteiros, desordeiros do plano espiritual. Já o da direita, serve para fortalecimento de coroa, de anjo de guarda, etc. Dependendo dos trabalhos da casa, o pai/mãe de santo pode solicitar este copo de água do altar para trabalhos. Este é um procedimento que pode ter variações de acordo com cada doutrina.

6)      Panos e toalhas: Há terreiros que lavam as mantas, toalhas e panos do altar com ervas específicas. Há locais que fazem apenas o banho de limpeza (água e sabão). Antes de sair colocando este material na máquina de lavar, consulte seu dirigente de santo.

7)      Congás complementares: Há casas que apresentam congas complementares ao principal, tal como “Congá de Ciganos, Congá de Caboclos, etc” os cuidados são so mesmos, antes de sair colocando a mão, limpe seu pensamento, peça Agô, verifique com o dirigente se há algum cuidado específico para aquele ponto de força e vamos em frente.

8)      Nomes e papeis: Os nomes e papeis que aparecem no Congá após os trabalhos ficam ali geralmente até 7 dias (tempo que geralmente leva entre uma limpeza e outra), de qualquer forma, se o guia precisar que fique ali por um tempo específico, ele também acaba orientando o Canbone para que a equipe de limpeza dê um tratamento diferenciado. Se os nomes não fossem retirados nunca do altar, em um ano de gira, a casa estaria nadando em papel. Então é natural que eles sejam jogados no lixo depois de um tempo e/ou ganhem o seu devido direcionamento conforme necessidade do trabalho que corre.

CASA DE EXU E A CASA DE ZÉ PILINTRA

A casa completa e separada de Exu é mais frequente em Quimbanda, Candomblé, etc. Na Umbanda há um lugar reservado para Exu, porém, acaba sendo bem mais simples (muitas nem contam com assentamentos de metais, por exemplo).

Aqui o cuidado é muito importante, tende-se a limpar o chão de Exu com pinga, por exemplo, renovando seu charuto, velas e bebidas todas as segundas – feiras (dia de Exu). A casa deve estabelecer critérios claros e objetivos à equipe de limpeza para que não sejam quiziladas as forças da esquerda que ali atuam. Troca e presença de padês podem ou não serem delegadas de acordo com a doutrina.

Outra casa frequente nos terreiros é a casa de Zé Pilintra, geralmente localizada atrás ou próximo a porta de entrada do terreiro. Indica-se remover os restos de cinzas, incensos, velas bem como trocar a sua bebida. Esta é uma entidade com permissão de direita e esquerda, então seu cuidado também deve estar atrelado às doutrinas da casa.

ARMÁRIOS OU ESTANTES DE ACESSÓRIOS

Os locais que são reservados ao armazenamento de velas, charutos e derivados também devem ser organizados e verificados para que nunca faltem os elementos de trabalho entre uma gira e outra. Imaginem que desagradável uma gira de caboclos sem velas verdes porque foi-se esquecido de verificar sua quantidade e/ou reposição? Quando dizemos limpeza de terreiro, estamos dizendo em sua manutenção como um todo.

Lembro-me até hoje em minha época de assistência que ia à corrente apenas para tomar passe. Toda sexta eu aparecia e a mágica acontecia. Nunca fiz ideia da quantidade de fundamentos e obrigações que faziam parte do que eu singelamente chamava de “passe”.

Há casas que usam suportes para velas, neste caso, raspar o excesso de velas e mantê-los limpos para próxima gira é essencial.  

CADERNOS DE REGISTROS

Toda casa espírita é vinculada a uma federação que acompanha, fiscaliza e permite a continuidade de suas atividades. Uma das exigências da federação é que a casa mantenha em dia os registros de presença dos filhos da corrente e um outro livro de registro de quem foi tomar passe.

Indica-se que utilizem o dia da limpeza para colocar estes cadernos em ordem (numeração, verificação de folhas, anotação da próxima gira, etc). Desta forma, evitamos desgastes e imprevistos no dia da gira propriamente dito.

BANHEIROS

Sim senhor (a)! A assistência chega e o banheiro deve estar limpo! É uma vergonha para uma casa de caridade receber seus visitantes na sujeira ou falta de higiene. Aqui não tem muito segredo, usar e abusar de desinfetantes, remover o lixo, repor papel higiênico e abusar da limpeza são ótimas dicas.

BEBEDOUROS

Aqui não há muito segredo, cuidar da higienização e repor os descartáveis acaba sendo o básico para o bom funcionamento.  

MURAL DE RECADOS

Outro espaço que merece atenção da equipe de limpeza é o mural de recados. É importante observar se os recados estão em dia, se os papeis estão em ordem, verificar o que precisa ser retirado, adequado ou adicionado. Murais desorganizado passam ao consulente imagem que a casa é desorganizada. São sutilezas que vão contribuindo para que a casa mantenha-se impecável para iniciar suas atividades rotineiras.

LIXOS E “CUSPIDORES”

É comum em terreiros a presença de caixas de madeira utilizadas como lixo para que os guias cuspam e/ou joguem dejetos de cigarros e trabalhos. Estes devem ser trocados com frequência para evitar acumulo de sujeira, odor desagradável, bactérias, etc.

Aconselha-se sempre forrá-lo com papel de jornal ou revista para facilitar a troca entre uma gira e outra.

CONCLUSÃO

Limpar uma casa espiritual não lhe faz melhor ou pior do que alguém, apenas lhe faz responsável. Ser parte de uma corrente não se limita a ir lá, receber o guia e ir embora exigindo que na próxima gira a “mágica aconteça”. Há muitos filhos de santo que se esquivam desta rotina por preguiça, nojo ou mesmo pela sua vida corrida. De qualquer forma não são desculpas, pois se você é reservado o direito de não limpar o terreiro, pois sua vida é corrida, este direito poderia ser o direito de todos e a casa não se limparia sozinha.

Limpar um terreiro é tão santificado como participar de uma gira. Jesus Cristo (nosso pai Oxalá) quando em terra fez limpeza, lavou pés e batizou diversos filhos dando como exemplo que não é vergonha nenhuma servir. Seguir este exemplo é o que este texto tem a ensinar a você seja um médium veterano ou em desenvolvimento!

Estudando e conversando com pais de santo em grupos de estudo me parece que há uma única regra: atue junto com a doutrina da casa, tenha disciplina e respeite-as. Seguindo estas dicas, estará em comunhão com os procedimentos de limpeza da casa que atua. Na dúvida, o melhor é sempre perguntar, lembrando que nunca é tarde para aprendermos. 

Axé! 

Comentários

  1. Gostei dos ensinamentos, pois realmente na assistência não temos a noção do que acontece, mas sempre bom aprender porque um dia poderemos estar dentro de uma casa aí saberemos as nossas responsabilidades de filhos de fé.

    ResponderExcluir
  2. Perfeito! Que Oxalá sempre mande aos terreiros filhos como você: interessada, dedicada, estudiosa e participativa!

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

TRABALHOS COM CABEÇA DE CERA NA UMBANDA

INTRODUÇÃO A Cabeça é o lugar mais sagrado para o Umbandista. É ali que vive o seu Ori, sua coroa, sua mente, seu cérebro, o início dos seus chacras, etc. Trabalhos com cabeça de cera devem ser feitos por pessoas experientes e fundamentadas. Na dúvida sobre o que ou como fazer, sempre consulte o pai de santo de sua confiança.  CABEÇA DE CERA PARA OXUM: PEDIDOS E PROMESSAS Oxum (Nossa senhora de aparecida) é muito conhecida por receber cabeças de cera em seus trabalhos, seja ele para amor (embora a Umbanda em si seja contra trabalhos de amarrações) ou para outros pedidos.  Em São Paulo está localizado o Santuário de Aparecida do Norte. Lá é recebido diariamente muitas peças de cera em pedido ou agradecimento de graças alcançadas por seus fiéis.  Podemos fazer cabeça de cera para cura, para melhorar os pensamentos, clarear as ideias, etc.  CABEÇA DE CERA COM YEMANJÁ: CALMA, LIMPEZA E DISCERNIMENTO.  Yemanjá é a mãe de todos. Este trabalho é indicado para ac

VELAS E SUAS DEFORMAÇÕES: "MINHA VELA BORRADA, O QUE ISSO QUER DIZER?"

INTRODUÇÃO A Umbanda é uma religião que trabalha com energia, portanto, ela pode se movimentar de ponta a ponta, de forma neutra ou intencionada. Sendo intencionada, podemos identificá-la como positiva ou negativa, recebida ou negada, desviada, redirecionada, etc. Se formos olhar a definição de dicionário, "energia" nada mais é do que a capacidade de um corpo, objeto ou molécula realizar seu trabalho. Se formos pensar em "energia de vela", seria a capacidade que a vela tem de executar o seu trabalho (quebra demanda, proteção, maldade, reversão, desvio, anulação, potencialização, cobrança, correção, direcionamento, etc).  Muitas pessoas que acendem velas se perguntam: "Olha como minha vela ficou", o que isso quer dizer? Para responder essa pergunta primeiro é necessário levantar quais variáveis borram uma vela. Sua vela pode borrar por estar exposta ao vento (ventilador, janela aberta, porta aberta, alguém que passou correndo, etc), pode

MAGIAS COM MAÇÃ NA UMBANDA

A maçã é uma fruta afrodisíaca com diversos benefícios para o organismo humano. Ela combate o envelhecimento, ajuda no controle do hálito, controle de diabetes (por ser rica em pectina), controle do colesterol, etc. No geral, frutas com a polpa branca, como maçã e pera, podem reduzir o risco de uma pessoa sofrer um acidente vascular cerebral (AVC). Esta é a conclusão de um estudo feito pela Universidade de Wageningen, na Holanda, em que foram acompanhadas 20.069 pessoas, entre as idades de 20 e 65 anos.  A pesquisa levou dez anos para ser desenvolvida. Após este período, os pesquisadores viram que as pessoas que mais comiam alimentos de polpa branca de frutas e legumes tinham 52% menos chances de ter um AVC. Apesar de deixarem claro que é preciso ter mais estudos para confirmar as descobertas, os estudiosos afirmam que o consumo de uma maçã por dia, reduz o risco em cerca de 40% (Fonte: Ciclovivo.com.br). A Maçã ainda é indicada para combater problemas respiratórios