Pular para o conteúdo principal

PORQUE MUITOS TERREIROS DE UMBANDA FECHAM? POR EDUARDO DE OXOSSI



No dia 02/07/2017 mais de 100 dirigentes Umbandistas estiveram presentes no Condeus (Congresso nacional de Dirigentes Umbandistas - WWW.UMBANDACONDEUS.COM.BR) na cede da Alesp (Assembléia Legislativa) em SP. No evento foram discutidos e apresentados inúmeros problemas que são de interesse comum do dirigente Umbandista e seus frequentadores: sustentabilidade, a Umbanda e a sociedade, a missão do dirigente Umbandista, a legalização de terreiros, as frentes de caridade, ética e relacionamento com outras casas, trabalhos sociais da Umbanda, etc. 

Quero chamar a atenção dos leitores sobre um destes temas: "Porque muitos terreiros fecham"? Convido-os a reflexão.

Demanda: É claro que um terreiro recebe demandas e se não tiver seus firmamentos muito bem fundamentados e estruturados, tendem a cair, todavia, este não é o maior motivo de fechamento de terreiros. É comodo negligenciar as responsabilidades de manutenção da casa e atribuir tudo a carga e demandas. 

Nem tudo nesta vida é carga! Porém, para a carga, que EXU tome conta! 

Fofocas: É comum muitos filhos ficarem pulando de casa em casa saindo dos seus terreiros por fofoca, ou ainda, permanecerem lá ao invés de prestarem sua caridade e buscarem evolução, tramam e afiam suas línguas contra seus próprios irmãos. Alimentam ciúmes, inveja (quem dá passe primeiro que ele, quem ocupa melhor espaço, etc) e outros sentimentos negativos que corroem a corrente contribuindo com a destruição da casa.

Para estes sentimentos, que YEMANJÁ lave as impurezas de suas mentes e corações. 

Ilegalidade da religião: Casas que não estão regularizadas em federações são alvos constante de denúncias (Lei do silêncio, execício ilegal da religião, etc), muitas são atuadas e tem suas portas fechadas pela falta de amparo jurídico. Uma federação é o órgão mais interessado em manter uma casa aberta, para tanto, não medirá esforços em ajudar seus dirigentes a manterem a ordem. 

Que pai OGUM e YANSÃ os auxilie a afastar para longe tudo que quer o seu mau.  

Dívidas: Prestar a caridade tem seu preço (velas, aluguel, conta de água, luz, produtos de limpeza, etc). Muitos filhos de santo só querem a casa para incorporar, gastam dinheiro com bebidas postando fotos em baladas e "ostentação" em facebook, mas não contribuem com as obrigações da casa (Mensalidade, limpeza, etc). A Umbanda acredita na premissa "dá de graça o que recebe de graça", tende em sua maioria não cobrar pelos trabalhos feitos, mas a manutenção desta casa fica sobre responsabilidade principal de seus dirigentes que muitas vezes tiram recursos do seu bolso para manter a casa aberta. Para driblar esta questão, muitos terreiros acabam organizando eventos (Bazar, bingo, feijoadas, rifas) para manterem sua missão. 

Neste assunto, que pai OXOSSI venha em seu socorro. 

Falta de preparo do dirigente: Se um dirigente abre a sua casa sem preparo espiritual, sem amparo da lei divina, sem liderança para impor ordem, sem noções de desenvolvimento mediúnico, sem fundamento doutrinário, exerce a Umbanda sem se quer saber qual sua matriz religiosa (Africana, Omoloco, Umbanda Branca, Umbanda Sagrada, Traçada, Esotérica, etc) ele trará para gira a confusão. Confusão na teoria = confusão na prática. Um dirigente aprende muito com os seus guias, mas o mundo mudou, ele também precisa estar antenado a estas mudanças, inclusive sobre as dúvidas da assistência. 

Que mãe OBÁ venha dar-lhe chão. 

Falta de aceitação do bairro/comunidade: Terreiros que vivem poluindo o bairro contrariando a ideia de que defendemos a natureza,terreiros que não respeitam a lei do silêncio, que não fazem trabalhos sociais/caridade, tendem a não ganhar a simpatia do bairro e às vezes contribuindo com ações inadequadas para serem rotulados com teor negativo, bem como "macumbeiros", "adoradores do diabo", etc. 

Que mamãe OXUM e OXUMARÉ venha cuidar da sua imagem fazendo prevalecer o verdadeiro amor e caridade da sua missão. 

Brigas com outras casas / religiões: Ao invés de unir-se, alguns terreiros insistem em se indispor com os terreiros ou religiões vizinhas. Abordando ou roubando seus filhos, ogans e assistência. Já cheguei a ver evangélicos panfletando na porta de terreiro tetando convencer a assistência a saírem da-li (casos de polícia inclusive). Quanto mais inimigos uma casa cria, com quanto mais ex-médiuns, ex-consulentes, ex-dirigentes, ex-ogans, ex-parceiros, ex-amigos, etc, menos apoio ela tem para prestar a sua missão e mais pessoas torcendo pela sua queda ela tem. 

Que mãe LOGUNAN aplique seu poder do trono feminino da fé para orquestrar e equilibrar estas situações.  

Falta de apoio dos médiuns / condutas incabíveis: Tem médium que vê a Umbanda como gira de Exu. Não quer saber de ajudar na limpeza, não aparece na gira de desenvolvimento, não respeita a doutrina da casa, diz que cumpre responsabilidade com seu terreiro, mas vive em outros terreiros, passa mau nas giras por falta de firmeza, envergonha o nome da casa e quando sai dela ainda sai falando mau, degradando a imagem da casa, cuspindo na mão do dirigente que trouxe seus guias em terra e o ensinou o que era a Umbanda, antes mesmo de saber quais eram as sete linhas e suas respectivas cores de vela. O dirigente precisa ter pulso para que este tipo de pessoa não infecte sua casa e destrua a respeitável situação de raiz dos guias que ali atuam. 

Não temos outros Orixás para reger esta questão que não seja nosso pai XANGO e nossa mãe EGUNITÁ.

Falta de liderança: Em muitos terreiros os médiuns não são respeitados pelo pai/mãe de santo e acabam abandonando-o. Tem casas que começaram com muitos filhos e acabaram com nenhum. Tem casas em que não se para médium algum. Nestes casos é de se pensar se o dirigente não precisa rever algumas de suas atitudes. 

Que pai OXALÁ lhe cubra com seu manto sagrado, pois Jesus ainda é um dos maiores exemplos de liderança deste mundo.

Má qualidade do trabalho da casa: Quando a assistência começa a ir embora ou a acumular reclamações sobre algo, é de se investigar se há falhas na formação doutrinaria do guia que está dando passe. Nisso o Candomblé nos dá um belo exemplo! Antes de 7 anos nas nações de Camdomblé o filho não é nada que não um estudioso. Na Umbanda tem gente que tem um ano de religião e é colocada para dar passe. Umbanda é coisa séria para gente séria. Não para pessoa com Ego. É claro que cada médium tem o seu tempo, mas terreiros em que médiuns tende a mistificar, pode carecer de firmeza. Guia bom é aquele que arruma a vida do médium antes dele querer dar lição de moral no próximo. Guia bom é aquele que não deixa seu filho cair antes de querer demandar uma quizila. A má qualidade de formação e serviços de uma casa pode ser a sua ruína.

Que NANÃ BURUQUE ensine o valor da maturidade e da experiência que infelizmente só o tempo traz!  

Doenças: Muitos para sua missão por doenças (da vida ou de demanda). 

Que Pai OBALUAE traga cura e transformação!

Término: Se mesmo assim chegar ao término de sua missão...

Que pai OMOLU coloque ponto final com dignidade ao tempo que você se dedicou aos Orixás. 

Inúmeros outros aspectos foram colocados em pauta que merecem a atenção de quem vai abrir seu terreiro ou pretende mantê-lo aberto. Estamos vivendo tempos difíceis onde:

- A intolerância religiosa reina;
- O jovem acha que já sabe de tudo, não está respeitando as hierarquias;
- A natureza tem cada vez menos espaço para os nossos trabalhos;
- Precisamos pensar na caridade fora do terreiro;
- Precisamos pensar em código de ética para nos relacionarmos com as casas e religiões alheias ("não fazer para o outro o que você não quer que façam com você");
- Se grato as portas que lhe abriram ajuda. Se um dia uma casa não serve mais para você, siga sua luz, saia pela porta da frente, não pela porta de Exu, pois este cobra tudo que for errado;
- Busque a religião nos fundamentos da sua casa, pois nem tudo que tem na internet está de acordo com ela;
- Antes de querer ser um bom médium, certifique-se de que está sendo uma boa pessoa.

Asé!               

Comentários

  1. Otimo texto! Muitas vezes pessoas que não conhecem o convívio dentro do terreiro nao sabem porque fecha, ou, porque tem rotatividade de médiuns. Essa explicação esta muito completa. Obrigada por todo ensinamento que divide conosco!

    ResponderExcluir
  2. concordo plenamente com o dizeres assima pois já passei por isso em ver os filhos da casa falarem mal um do outro mas o pior não foi isso foi ver que não foi feito nada a respeito pelos dirigentes fiquei muito triste com a atitude de simplicidade do dirigente dizer que estas questões tem em todo lugar, ???????? aí parei e pensei será isso mesmo pois não vejo assim o dirigente tem responsable ades a ser cumpridas não é? !!!!!

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

TRABALHOS COM CABEÇA DE CERA NA UMBANDA

INTRODUÇÃO A Cabeça é o lugar mais sagrado para o Umbandista. É ali que vive o seu Ori, sua coroa, sua mente, seu cérebro, o início dos seus chacras, etc. Trabalhos com cabeça de cera devem ser feitos por pessoas experientes e fundamentadas. Na dúvida sobre o que ou como fazer, sempre consulte o pai de santo de sua confiança.  CABEÇA DE CERA PARA OXUM: PEDIDOS E PROMESSAS Oxum (Nossa senhora de aparecida) é muito conhecida por receber cabeças de cera em seus trabalhos, seja ele para amor (embora a Umbanda em si seja contra trabalhos de amarrações) ou para outros pedidos.  Em São Paulo está localizado o Santuário de Aparecida do Norte. Lá é recebido diariamente muitas peças de cera em pedido ou agradecimento de graças alcançadas por seus fiéis.  Podemos fazer cabeça de cera para cura, para melhorar os pensamentos, clarear as ideias, etc.  CABEÇA DE CERA COM YEMANJÁ: CALMA, LIMPEZA E DISCERNIMENTO.  Yemanjá é a mãe de todos. Este trabalho é indicado para ac

VELAS E SUAS DEFORMAÇÕES: "MINHA VELA BORRADA, O QUE ISSO QUER DIZER?"

INTRODUÇÃO A Umbanda é uma religião que trabalha com energia, portanto, ela pode se movimentar de ponta a ponta, de forma neutra ou intencionada. Sendo intencionada, podemos identificá-la como positiva ou negativa, recebida ou negada, desviada, redirecionada, etc. Se formos olhar a definição de dicionário, "energia" nada mais é do que a capacidade de um corpo, objeto ou molécula realizar seu trabalho. Se formos pensar em "energia de vela", seria a capacidade que a vela tem de executar o seu trabalho (quebra demanda, proteção, maldade, reversão, desvio, anulação, potencialização, cobrança, correção, direcionamento, etc).  Muitas pessoas que acendem velas se perguntam: "Olha como minha vela ficou", o que isso quer dizer? Para responder essa pergunta primeiro é necessário levantar quais variáveis borram uma vela. Sua vela pode borrar por estar exposta ao vento (ventilador, janela aberta, porta aberta, alguém que passou correndo, etc), pode

MAGIAS COM MAÇÃ NA UMBANDA

A maçã é uma fruta afrodisíaca com diversos benefícios para o organismo humano. Ela combate o envelhecimento, ajuda no controle do hálito, controle de diabetes (por ser rica em pectina), controle do colesterol, etc. No geral, frutas com a polpa branca, como maçã e pera, podem reduzir o risco de uma pessoa sofrer um acidente vascular cerebral (AVC). Esta é a conclusão de um estudo feito pela Universidade de Wageningen, na Holanda, em que foram acompanhadas 20.069 pessoas, entre as idades de 20 e 65 anos.  A pesquisa levou dez anos para ser desenvolvida. Após este período, os pesquisadores viram que as pessoas que mais comiam alimentos de polpa branca de frutas e legumes tinham 52% menos chances de ter um AVC. Apesar de deixarem claro que é preciso ter mais estudos para confirmar as descobertas, os estudiosos afirmam que o consumo de uma maçã por dia, reduz o risco em cerca de 40% (Fonte: Ciclovivo.com.br). A Maçã ainda é indicada para combater problemas respiratórios