Pular para o conteúdo principal

QUANTO TEMPO DURA UM AMULETO, PATUÁ OU ELEMENTO ENERGIZADO NA UMBANDA?



INTRODUÇÃO

A Umbanda é uma religião 100% brasileira que concentra influências da religião católica, indígenas, kardecista, afro-descendentes entre outras. Acredita nas sete forças divinas do universo:

Trono da Fé: Oxalá e Logunam ou Oyá
Trono do amor: Oxum e Oxumaré
Trono do conhecimento: Oxossi e Obá
Trono da lei: Ogum e Yansã
Trono da Justiça: Xango e Egunitá
Trono da evolução: Obaluaê e Nanã Buruquê
Trono da geração: Yemanjá e Omolu

Além destas sete forças sagradas, acumulam linhas de trabalhos espirituais nas seguintes vibrações:

Linha de Caboclos
Linha de Baianos
Linha de Boiadeiros
Linha de Ciganos
Linha de Erês
Linha de Esquerda
Linha de Marinheiros
Linha de Pretos Velhos

Nos trabalhos de Umbanda é comum o guia cruzar ou recomendar elementos como guias, patuás, imagens, ervas, velas, pedras e outros instrumentos magísticos. Mas fica uma pergunta no ar: "Quanto tempo vale um elemento cruzado"? Pessoas carregam guias (fios de conta) nos seus pescoços, nos seus carros. Carregam pedras e imagens em seus altares. Carregam patuás em seus bolsos. De quanto em quanto tempo devemos trocá-los?

A DURABILIDADE DE UM ELEMENTO CRUZADO

1 - Princípio da doutrina

Precisamos entender que cada casa tem a sua doutrina. Textos de internet jamais podem ser colocados acima delas. Na dúvida sobre um procedimento de Umbanda, procure o pai de santo de sua confiança. 

2 - Princípio do mistério do guia

Cada falange espiritual domina uma determinada gama de magias, muitas vezes utilizam magias diferente para se chegar a um mesmo resultado, por exemplo, posso tomar passe em uma linha de baianos e de esquerda queixando-me da má sorte. Pode ser que o Baiano no domínio do seu mistério opte por um trabalho com cocos verdes em uma entrega enquanto exu opte por um patuá. Se eu passar ainda na linha de Ciganos posso ser atendido com o pedido ou a indicação de uma pedra e assim por diante. Um aspecto importante a considerar sobre o tempo de durabilidade dos itens magísticos é o mistério de cada guia e muitas vezes eles não vão ser encontrados nos livros e páginas de internet.

3 - Princípio da necessidade

Quando um médico indica um remédio a um doente, aquele remédio é acompanhando de um período no qual a dose de remédio é suspensa quando houver o término da queixa. Quando um elemento magístico estiver sobre este princípio, perceba que o guia dará um tempo aquele objeto ou banho, por exemplo: "Tome este banho de arruda por sete dias", "Ascenda uma vela de sete dias branca", "Deixe esta pedra tomar um dia de banho de sol e um dia de banho de lua", etc. 

Ou ainda, quando o amuleto é usado como defesa ou transporte de má energia, o guia ao invés de prazo fixo pode estabelecer a regra do tempo de vida útil do objeto, por exemplo:  "Troque o patuá quando o alho estiver muxo", "Como o contra egun quebrou, prefiro que o despache", "deixe este galho de arruda no travesseiro e troque-o quando estiver muxo", e assim por diante.

4 - Princípio de tratamento ou período específico

Aqui o guia recomendará o elemento por um período fechado, por exemplo: "deixe água com 3 pedaços de carvão em sua porta todo período da quaresma", "troque as moedas do Cigano em toda lua nova", "acenda vela de anjo de guarda toda sexta até que ele tenha alta do hospital", "Leve o bracelete da Pomba Gira com quem você tomou passe e traga de volta quando conseguir o que pediu", e assim por diante.

5 - Outras considerações sobre durabilidade de itens

Para quem é médium, um método muito eficaz de trocar seus elementos é a intuição. Você receberá intuição dos seus guias sobre quando renovar a energização dos seus itens e/ou quando trocá-los. Para quem não é médium, o ideal é sempre perguntar ao guia que lhe deu ou recomendou o objeto sobre a periodicidade ou durabilidade do mesmo.

Se imaginarmos ainda o objeto (patuá, fio de conta, pedra, etc) como uma "pilha" podemos fazer a analogia de como as pilhas duram diferente conforme o uso. Imaginemos que uma pessoa carregada e uma não carregada ganha ambas um patuá de exu com os mesmos elementos, é natural que a pessoa carregada tenha o tempo de vida útil do seu patuá diferente da pessoa não carregada. Suponhamos que uma pessoa trabalhe na UTI de um hospital e outra em uma loja de ervas, é maior a probabilidade da pessoa que trabalha no hospital ter a sua energia drenada muito mais do que a pessoa da casa de ervas.

6 - Princípio do respeito, amor e caridade

A Umbanda trabalha com a manipulação da energia, das forças da natureza e com orientação dos nossos Orixás e mentores. Não há uma formulá mágica ou verdade absoluta. Todo guia que vem em terra para contribuir com a prestação da caridade, com a propagação do amor, vem ajudar na evolução dos seres humanos devem ter seus mistérios respeitados. Umbanda é fundamento e é preciso estudar. Umbanda é religião e é preciso respeitar.   




Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

TRABALHOS COM CABEÇA DE CERA NA UMBANDA

INTRODUÇÃO A Cabeça é o lugar mais sagrado para o Umbandista. É ali que vive o seu Ori, sua coroa, sua mente, seu cérebro, o início dos seus chacras, etc. Trabalhos com cabeça de cera devem ser feitos por pessoas experientes e fundamentadas. Na dúvida sobre o que ou como fazer, sempre consulte o pai de santo de sua confiança.  CABEÇA DE CERA PARA OXUM: PEDIDOS E PROMESSAS Oxum (Nossa senhora de aparecida) é muito conhecida por receber cabeças de cera em seus trabalhos, seja ele para amor (embora a Umbanda em si seja contra trabalhos de amarrações) ou para outros pedidos.  Em São Paulo está localizado o Santuário de Aparecida do Norte. Lá é recebido diariamente muitas peças de cera em pedido ou agradecimento de graças alcançadas por seus fiéis.  Podemos fazer cabeça de cera para cura, para melhorar os pensamentos, clarear as ideias, etc.  CABEÇA DE CERA COM YEMANJÁ: CALMA, LIMPEZA E DISCERNIMENTO.  Yemanjá é a mãe de todos. Este trabalho é indicado para ac

VELAS E SUAS DEFORMAÇÕES: "MINHA VELA BORRADA, O QUE ISSO QUER DIZER?"

INTRODUÇÃO A Umbanda é uma religião que trabalha com energia, portanto, ela pode se movimentar de ponta a ponta, de forma neutra ou intencionada. Sendo intencionada, podemos identificá-la como positiva ou negativa, recebida ou negada, desviada, redirecionada, etc. Se formos olhar a definição de dicionário, "energia" nada mais é do que a capacidade de um corpo, objeto ou molécula realizar seu trabalho. Se formos pensar em "energia de vela", seria a capacidade que a vela tem de executar o seu trabalho (quebra demanda, proteção, maldade, reversão, desvio, anulação, potencialização, cobrança, correção, direcionamento, etc).  Muitas pessoas que acendem velas se perguntam: "Olha como minha vela ficou", o que isso quer dizer? Para responder essa pergunta primeiro é necessário levantar quais variáveis borram uma vela. Sua vela pode borrar por estar exposta ao vento (ventilador, janela aberta, porta aberta, alguém que passou correndo, etc), pode

MAGIAS COM MAÇÃ NA UMBANDA

A maçã é uma fruta afrodisíaca com diversos benefícios para o organismo humano. Ela combate o envelhecimento, ajuda no controle do hálito, controle de diabetes (por ser rica em pectina), controle do colesterol, etc. No geral, frutas com a polpa branca, como maçã e pera, podem reduzir o risco de uma pessoa sofrer um acidente vascular cerebral (AVC). Esta é a conclusão de um estudo feito pela Universidade de Wageningen, na Holanda, em que foram acompanhadas 20.069 pessoas, entre as idades de 20 e 65 anos.  A pesquisa levou dez anos para ser desenvolvida. Após este período, os pesquisadores viram que as pessoas que mais comiam alimentos de polpa branca de frutas e legumes tinham 52% menos chances de ter um AVC. Apesar de deixarem claro que é preciso ter mais estudos para confirmar as descobertas, os estudiosos afirmam que o consumo de uma maçã por dia, reduz o risco em cerca de 40% (Fonte: Ciclovivo.com.br). A Maçã ainda é indicada para combater problemas respiratórios