Pular para o conteúdo principal

TRONO DA LEI: OGUM E YANSA

INTRODUÇÃO

O trono da lei é regido por Ogum (São Jorge) e por Yansã (Santa Bárbara). Tanto um quanto o outro são agentes movimentadores do plano espiritual. São energias vibrantes e ativas de execução das providencias divinas do plano espiritual. De um lado, senhor Ogum rege a linha de esquerda (Nossos guardiões, exus, pomba-giras, exu mirins, etc), do outro, Yansã rege os cemitérios (Os Eguns, os Quiumbas, as almas penadas, etc). Podemos dizer neste sentido que Ogum é o pólo positivo do trono e Yansã o pólo negativo.


Ogum é o guardião do ferro, do aço, das estradas, dos caminhos, das indas e vindas, da guerra, das batalhas, dos exércitos, da força, da defesa, da armadura, patrono dos ferreiros, o estrategista de batalha, em seu sincretismo religioso, está associado a São Jorge, um cavaleiro romano forte e sábio que "matou o dragão" que ninguém era capaz de fazê-lo. 

No Candomblé, Ogum tem lendas com Yansã e Oxum (desde casos amorosos, até livramentos em batalha), com Yemanjá (Seria um de seus filhos em algumas lendas e um de seus amores em outras), com Oxossi (Neste caso, Ogum seria o irmão mais velho e protetor de Oxossi), com Obá (a única Yabá que venceu Ogum em batalha), com Nanã (com quem teria grandes brigas, inclusive ferro seria uma quizila de Nanã), etc. 

Na Umbanda os Orixás estão mais associados aos santos católicos e isso faz toda diferença em como vamos cultuá-los, tratá-los, louvá-los, etc. É por isso que nações de Umbandomblé são tão criticadas atualmente. Enquanto Umbandistas e Candomblecistas tem claramente definido seus valores e fundamentos, as nações de Umbandomblé ainda encontram dificuldades, limitações e contradições na forma em que administram os seus ritos e consequentemente, o desenvolvimento mediúnico de seus filhos. Longe de dizer o que é certo ou errado, cada casa tem a sua doutrina, é importante ressaltar que este texto ilustra a visão dos dirigentes do Terreiro de Umbanda Pena Verde, Pena Azul e Caboclo Flecheiro de Aruanda (SP).

Yansã é a guardiã dos raios (E Xango dos trovões), do fogo (Junto a Xango e Egunitá), da chuva (Junto a Nanã, Oxalá e Oxum), das tempestades, dos canaviais (junto a Oxossi), dos cemitérios (Junto a Omolu), etc. Em algumas casas de Umbanda e Candomblé ela é ainda a guardiã do tempo. Na nossa casa, bem como nas linhas de Umbanda que seguem Rubens Sarasceni, o tempo é dado a Logunan e/ou a Oiá, porém não Oya como qualdiade de Yansã. Esta confusão metodologica pode estar diretamente ligada a uma má tradução ou organização dos orixás de Candomblé para a Umbanda (maiores informações - ler o texto "Trono da Fé: Oxalá e Oyá" divulgado no Blog baiano Juvenal).



No Candomblé, Yansã tem lendas ligadas a Xango (a quem teria sido a ultima e eterna esposa), com Oxossi (A quem teria tido caso e adotado LogunEdé), com Ossain (A quem teria soprado as folhas e espalhado seu conhecimento no reino dos Orixás), etc. Saber se você vai seguir a teologia africana (Candomblé) ou brasileira (Umbanda) fará toda diferença em como você vê e trata os sus guias. Percebemos cada vez mais que médiuns com má formação teórica acabam passando na frente dos seus guias com mais frequência do que aqueles que estudam a doutrina da casa em que estão.

Ogum é sinônimo de lei e ordem (aplicação, execução, entrega, busca), Yansã (no movimento, ritmo, agilidade, dinamismo, etc). Yansã é mobilidade, é movimentação daquilo que está parado, é direcionamento daquilo que precisa ir ou vir, é força, motivação, iniciativa e impulso. Por outro lado, tudo que atinge picos, tende a se estabilizar, neste sentido ela também pode ser a calmaria que segue um dia de tempestade.  

CARACTERÍSTICAS DO TRONO DA LEI:

Trono: Lei
Orixá regente: Ogum e Yansã
Sincretismo religioso:  Ogum (São Jorge) e Yansã (Santa Bárbara)
Dia de Ogum e Yansã: 23 de Abril (Ogum) e 04 de Dezembro (Yansã) dependendo da casa.
Dia da semana:  Ogum (Terça) e Yansã (Quarta)
Vela: Ogum (Vermelho e Azul escuro) e Yansã (Vermelho, marrom, amarelo e alaranjado dependendo da casa)
Fio de conta: Das cores das velas.
Banhos Indicados: Ogum (Espada de Ogum, Abre Caminho, Quebra Demanda), Yansã (Erva de Santa Bárbara, Louro, Espada de Yansã)
Saudação: Ogum (Ogunhê!) Yansã (Eparrê Yansã)
Campo de força e entregas: Ogum (Estradas, linhas de trem, etc) e Yansã (Campos abertos, alto de montanhas, canaviais, cemitérios, etc).
Chacra: Laríngeo.
Animais e símbolos que representam a presença de Ogum e Yansã: Ogum (Cavalos, carros de polícia, etc) e Yansã (Borboletas, vento, tempestades).
Número: Ogum na Umbanda é o 7 e Yansã 7 ou 9 dependendo da casa.

CABOCLOS DA MATA NA VIBRAÇÃO DE OGUM

- Caboclo Sete Espadas
- Caboclo das Estradas
- Caboclo Sete Estradas
- Caboclo Pena Vermelha
- Caboclo Rompe Mato
- Caboclo Águia
- Caboclo Guaraci
- Caboclo Ubirajara (dependendo da casa)
- Caboclo Rompe Aço

CABOCLOS DA MATA NA VIBRAÇÃO DE YANSÃ

- Cabocla Bartira
- Cabocla Jussara
- Caboclo ventania
- Caboclo Raio de Luz
- Caboclo tempestade
- Caboclo Pena Vermelha

CABOCLOS DE OGUM NA VIBRAÇÃO DE OGUM

- Ogum Beira Mar
- Ogum Rompe Mato
- Ogum Beira Rio
- Ogum Boiadeiro
- Ogum Sete Espadas
- Ogum Sete Ondas
- Ogum Mêge (Xeroque)
- Ogum Marinho
- Ogum de Lei
- Ogum Sete Estrelas
- Ogum Sete Estradas
- Etc.

EXUS E POMBA GIRAS NA VIBRAÇÃO DE OGUM

- Exu Tranca Ruas
- Exu Tranca Tudo
- Exu Sete Encruzilhadas
- Maria Padilha
- Maria Navalha
- Exu Sete Punhais
- Exu Tranca Tudo
- Exu Mirin Estradinha
- Exu Mirin Caminhada

EXUS E POMBA GIRAS NA VIBRAÇÃO DE YANSÃ



- Exu Marabô
- Exu Gira Mundo
- Exu Ventania
- Exu do Fogo
- Exu mirim brazinha
- Exu mirim tempestade
- Exu mirin temporal
- Pomba Gira Rosa dos Ventos
- Pomba Gira Sete Raios
- Pomba Gira do Cemitério

O QUE PEDIR AO TRONO DA LEI?

- Proteção;
- Quebra de demanda;
- Movimentação, direção, ordenação;
- Liderança;
- Força, motivação, resultados;
- Caminhos, potencializando eles com os respectivos orixás: caminhos no emprego (Com Oxossi, Oxum), caminhos no amor (Oxum), caminhos na saúde (Obaluaê), caminhos na justiça (Xango), caminhos na fé (Oxalá), etc. O trono da Lei é um trono direcionador, agrega energia naquilo que precisa ser feito ou desfeito. 

SINAIS PRESENTES EM PONTOS RISCADOS LIGADOS A OGUM

- Armas (Espadas, lanças, adagas, facas, etc)
- Caminhos
- Encruzilhadas
- Estrelas
- Etc.

SINAIS PRESENTES EM PONTOS RISCADOS LIGADOS A YANSA

- Raios
- Vento
- Nuvens
- Chuva
- Rosa dos ventos
- Fogo

CARACTERÍSTICAS DOS FILHOS DE OGUM

Filhos de Ogum tende a ter facilidade de exercer a liderança. São resistentes, sinceros, fortes, joviais, tem apreço a esportes ou atividade física, são inquietos, agitados, extrovertidos, resistentes, teimosos, persistentes, otimistas, divertidos, práticos, alegres, resilientes, piadistas, etc.  



Estrutural: Força, coragem, liderança, prática esportiva, justiça, esforço, energia, estratégia, humor, ego, pensamento, qualidade, movimento. 

Dinâmico positivo: Resistência, porte físico, valentia, democracia, apreço, senso de justiça, determinação, vigor, planejamento, alegria, extroversão, senso de humor, sinceridade, companheirismo, fidelidade, perfeição, perfeição e dinamismo. 

Dinâmico Negativo: Agitação, ansiedade, brutalidade, agressividade, egoísmo, individualismo, procrastinação, teimosia, justiça com as próprias mãos, introversão, autoritarismo, ciumes, impulsividade, impaciência, déficit de atenção e hiperatividade.

CARACTERÍSTICAS DOS FILHOS DE YANSA

Filhos de Yansã são agitados, teimosos, competitivos, comunicativos, enérgicos, ciumentos, impacientes, curiosos, questionadores, cortam o mau pela raiz, oscilam o humor, falam o que pensam, são espontâneos, fazem o que querem, são francos, diretos, práticos, orgulhosos, turrões, dotados de grande energia, agitação, dinamismo, agilidade, apreço por viagem, movimento, direção, sarcasmo, indignação, etc. São firmes, seguros, obsessivos e intensos em quase tudo que fazem.   



Estrutural: Força, coragem, agilidade, humor, comunicação, visão global, administração do tempo, curiosidade, paixão, movimento, honestidade, temperamento, ritmo etc.

Dinâmico positivo: Resiliência, valentia, dinamismo, praticidade, direção, assertividade, justiça, ordem, energia, apreço, espontaneidade, devoção, determinação, garra, foco, motivação. 

Dinâmico Negativo: Intensidade. ansiedade, impulsividade, emoção, brutalidade, falta de educação, grosseria, frieza, vingança, teimosia, procrastinação, monotonia, brigas, anarquismo, autoritarismo, ódio, arrependimentos consecutivos, oscilação de humor e imaturidade. 

ENTREGAS PARA OGUM NA UMBANDA

- Inhame (com mel e/ou azeite de dênde)
- Moedas
- Espadas de Ogum
- Feijão Fradinho
- Feijão Preto
- Cerveja
- Cravo Vermelho
- Etc.

ENTREGAS PARA YANSA NA UMBANDA

- Acarajé
- Camarão
- Flores amareladas, avermelhadas e alaranjadas
- Folha de Louro
- Frutas (em especial, graviola, mamão, etc).
- Espadas de Yansã

PONTOS CANTADOS DE OGUM





  PONTOS CANTADOS DE YANSA


Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

TRABALHOS COM CABEÇA DE CERA NA UMBANDA

INTRODUÇÃO A Cabeça é o lugar mais sagrado para o Umbandista. É ali que vive o seu Ori, sua coroa, sua mente, seu cérebro, o início dos seus chacras, etc. Trabalhos com cabeça de cera devem ser feitos por pessoas experientes e fundamentadas. Na dúvida sobre o que ou como fazer, sempre consulte o pai de santo de sua confiança.  CABEÇA DE CERA PARA OXUM: PEDIDOS E PROMESSAS Oxum (Nossa senhora de aparecida) é muito conhecida por receber cabeças de cera em seus trabalhos, seja ele para amor (embora a Umbanda em si seja contra trabalhos de amarrações) ou para outros pedidos.  Em São Paulo está localizado o Santuário de Aparecida do Norte. Lá é recebido diariamente muitas peças de cera em pedido ou agradecimento de graças alcançadas por seus fiéis.  Podemos fazer cabeça de cera para cura, para melhorar os pensamentos, clarear as ideias, etc.  CABEÇA DE CERA COM YEMANJÁ: CALMA, LIMPEZA E DISCERNIMENTO.  Yemanjá é a mãe de todos. Este trabalho é indicado para ac

VELAS E SUAS DEFORMAÇÕES: "MINHA VELA BORRADA, O QUE ISSO QUER DIZER?"

INTRODUÇÃO A Umbanda é uma religião que trabalha com energia, portanto, ela pode se movimentar de ponta a ponta, de forma neutra ou intencionada. Sendo intencionada, podemos identificá-la como positiva ou negativa, recebida ou negada, desviada, redirecionada, etc. Se formos olhar a definição de dicionário, "energia" nada mais é do que a capacidade de um corpo, objeto ou molécula realizar seu trabalho. Se formos pensar em "energia de vela", seria a capacidade que a vela tem de executar o seu trabalho (quebra demanda, proteção, maldade, reversão, desvio, anulação, potencialização, cobrança, correção, direcionamento, etc).  Muitas pessoas que acendem velas se perguntam: "Olha como minha vela ficou", o que isso quer dizer? Para responder essa pergunta primeiro é necessário levantar quais variáveis borram uma vela. Sua vela pode borrar por estar exposta ao vento (ventilador, janela aberta, porta aberta, alguém que passou correndo, etc), pode

POR QUE OS ORIXÁS COBREM O ROSTO NO CANDOMBLÉ?

Foto de Oxum Recebi esta pergunta de um internauta neste mês de junho e embora o nosso blog seja voltado ao estudo da doutrina espírita, é sempre muito válido estudarmos as outras religiões espíritas. Conhecimento nunca é demais! Para responder a esta pergunta vamos ter que recorrer a um pouco de "História". Há muito tempo atrás, em especial na África, os primeiros reis e rainhas eram tidos como sagrados, como se fossem seres escolhidos pelos deuses para reinar na terra e, portanto, muito elevados em relação ao seu clero, sua população, povo, etc. Elevados ao ponto destes não serem dignos de verem os seus rostos.  Nas roupas de santo do Candomblé, muitas nações em cobrem os rostos dos filhos com Adês (Coroas) análogas a da realeza. Muitas delas acompanham uma espécie de cortinas em forma de franja de miçangas (Imbé), como respeito ao Orixá e de certa forma dizendo que não somos dignos de ver o seu rosto quando incorporado em terra. A derivação de outros materia